Fotos do “arrastão” de ontem (14 de abril) promovido por membros do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo) e pelos trabalhadores, hoje na zona leste, passando de obra em obra e chamando outros trabalhadores a entrarem em greve. Depois houve uma passeata com cerca de 250 e trabalhadores da região do Tatuapé e um comício.

Os trabalhadores da construção civil estão em greve desde segunda-feira (11 de abril) e reivindicam, entre outras coisas, um reajuste salarial de 18%, melhores condições de trabalho, melhor refeição – hoje só é oferecido um café com leite e um pão com margarina, pela manhã.

Até agora o sindicato patronal ofereceu um reajuste de 5,91%, bem abaixo do reivindicado. Em São Paulo existem 7.850 canteiros de obras onde trabalham cerca de 220 mil trabalhadores com carteira assinada e 280 mil sem registro em carteira. Os “arrastões” estão acontecendo em toda a cidade com participação dos sindicalistas e trabalhadores, até agora, segundo informações do sindicato, mais de 90 mil trabalhadores aderiram à greve.