Foi apresentada na Câmara de Vereadores de Santo Amaro denúncia de que os corpos que estavam em estado de decomposição no IML da cidade seriam enterrados sem certidão de óbito (indigentes). Os corpos foram levados às 21 horas para o cemitério da cidade e teriam que ser enterrados pela noite mesmo. Graças à intervenção do Provedor da Santa Casa de Misericórdia da cidade conseguiu-se atestados de óbito para os corpos em avançado estado de decomposição, pois os mesmos seriam sepultados de qualquer forma sem os trâmites legais. A denúncia foi feita pelo Vereador Valmir Figueiredo no plenário da Câmara. Os Vereadores votaram por unanimidade o pedido de novos equipamentos ao Governador Jacques Wagner que inaugurou o IML sem plenas condições de funcionamento.

A câmara refrigeradora apresentou defeito. Não havia médicos legistas. O mau-cheiro tomou conta das ruas. O IML nessas condições provocará graves problemas de saúde pública. O Ministério Público Local está embalsamado?