A escravidão que tem influência na vida dos negros até hoje,além de não ser realmente explicada nas escolas, obtem ainda um preconceito muito grande no Estado que lutou numa revolução em que apenas uma burguesia queria baixar o preço dos charques. Essa burguesia foi apoiada pelos negros, muitos morrerão lutando pelo rio grande do sul. Hoje essa mesma classe dominante diz que o feriado do dia 20 de Novembro não tem muita importancia para o estado. O relator desembargador burguês João Carlos Branco Cardoso - grave bem esse nome- concedeu a liminar depois de destacar nos seus voto os dispositivos constitucionais. Essa figura disse que o município não pode criar feriados que não sejam religiosos. Vejam bem, o estado que foi colonizado por italianos, espanhois, portugueses e alemães não considera os negros como integrantes culturais do contexto estadual. Uma cidade visinha São Leopoldo que foi colonizada por alemães tem o feriado do dia do colono esta não sofre as mesmas contestações. A cidade de Pelotas no interior do Estado comemora o feriado desde 2001 numa demonstração de luta do povo negro da cidade. Em Porto Alegre mesmo com o cancelamento do feriado deverá ter uma passeata pelas ruas da cidade. Será que o feriado de 7 Setembro tem grande importancia? Será que o lider Tiradentes que fazia parte de uma movimento de conspiradores formado por proprietarios rurais e ricos mineradores merece ter um feriado? Não dá para aguentar essa retórica de democracia racial, não dá para aguentar essa subjetivismo racial praticado pela elite capitalista branca burguesa, que alega que vivemos num país de mestiços. Temos que continuar lutando por nossos direitos por um povo que ajudou a construir a cultura desse pais não pode receber o que esta recebendo. Os negros tem que ter direito a educação, acesso a cultura, a emprego, a uma igualdade mais justa. Em suma feriado do dia 20 de novembro é o minimo que merecemos. Para conquistarmos nossos objetivos e continuarmos na luta, devemos juntar nossas forças e lutar por essa causa.