Além disso, vão orientar você em relação ao que é possível ou necessário fazer em relação à abrangência que você pretende atingir (1Km, 5, 10, 30 km ou mais). Vão aferir para você as frequências vazias no dial FM, para que o seu sinal vá mais longe, sem outro sinal que atrapalhe. E finalmente, poderá orientar também quanto aos equipamentos que irão compor o seu estúdio.

O necessário para se montar uma rádio de baixa potência em FM varia em função do dinheiro que o grupo dispõe e dos equipamentos que possivelmente já tenham. Podemos dizer que o mínimo imprescindível para uma intervenção é o transmissor, a antena e um cabo que leve o sinal de um ao outro. Com isso você irá gerar na frequência escolhida um sinal mudo. A potência do transmissor recomendável varia de 10 watts a 100 watts. Assim o preço varia entre 500,00 e 2.500,00 reais. A antena varia de 50,00 a 200,00, dependendo do modelo

Para produzir a mensagem sonora é recomendável uma mesa de som (de 4 à 8 canais) ou um mixer de áudio (de 2 a 4 canais), 2 CD players, 2 toca-discos, 2 microfones, 1 tape deck e cabos para ligar tudo na mesa ou no mixer. Tudo isso pode ser adquirido aos poucos, mas a mesa (ou mixer) é o início, pois irá receber o som do microfone e do Cd ou toca-discos. Estes também são fundamentais pois permitem que você (e os outros) fale e toque as músicas. Rádio é fala(ao vivo ou gravada) e som (músicas, fundos musicais, efeitos sonoros). Então esta parte deve variar de mil à 3 ou 4 mil. Varia em função de um estúdio mais completo ou não, e também da qualidade , das marcas dos aparelhos, se são novos ou usados...

Do mixer sai um cabo que leva o som até o transmissor ( em geral é do tamanho de um computador). Outro cabo (RGC-213) sai do transmissor e vai até a antena e daí o som vai para o ar. Viu como é simples?

Quanto à grana para tudo isso, pode ser obtida de várias formas desde que isto não interfira na independência em falar e tocar o que quiser. Se o grupo que vai fazer a rádio é de algum grêmio estudantil, centro acadêmico, sindicato, ONG, qualquer tipo de organização com dinheiro, fica mais fácil. É só escrever um projeto da rádio e convencer a todos da sua importância. Se não houver esse tipo de suporte, pode ser feita a famosa "vaquinha" entre o grupo que irá tocar a rádio(quanto mais gente mais barato, além da rádio ficar mais interessante). O grupo também pode se organizar para vender adesivos e camisetas da futura rádio. Vender rifas. Organizar festas beneficientes à rádio também é uma boa.