A "GREVE GERAL EUROPEIA" E A AUSÊNCIA DE UMA PERSPECTIVA REVOLUCIONÁRIA DE PODER DOS TRABALHADORES

A semana começa "quente" na Europa. Angela Merkel acaba de fazer um pronunciamento anunciando mais cinco anos de austeridade aos trabalhadores do velho mundo, já bastante castigado pela crise econômica. O continente se prepara para mais dias de convulsão. Neste começo de semana o parlamento grego estará votando mais uma fatia (13,5 bilhões de euros) do pacote de cortes imposto ao país pela Troika para que este continue a receber a "ajuda" da UE, cujo destino é os grandes bancos, credores internacionais do falido Estado burguês grego. Já a partir desta segunda, 05/11, greves tomarão conta do país, a começar pelo setor de transportes (metrô) e pelo de energia elétrica, o que deve provocar apagões na capital a partir de hoje. A expectativa do governo direitista de Samaras (ND) é de uma vitória no Parlamento. A situação alemã está se deteriorando, embora num ritmo muito mais lento do que em países como Grécia e Espanha. Dados estatísticos disponíveis revelaram que outubro fechou com 20 mil desempregados a mais do que começou no país. Na zona do euro como um todo, essa taxa atingiu 11,6%, 18,5 milhões de desempregados. Entre os mais jovens a taxa geral subiu para 23,3%. Para a semana que vem há a expectativa de uma greve geral nos países mais atingidos pela crise (Grécia, Espanha e Portugal) com a possibilidade de adesão dos trabalhadores na Itália, Inglaterra e Bélgica. A questão colocada é quais são as perspectivas destas lutas e principalmente da jornada internacional do dia 14 de novembro, apresentada pela esquerda como o embrião da "greve geral europeia", já que está sendo organizada pelas direções sindicais ligadas a social-democracia (a Confederação Europeia dos Sindicatos - CES) que até pouco tempo gerenciava a crise nestes países e está profundamente desgastada aos olhos dos trabalhadores? Estamos vendo se formarem as bases do neofascismo na Europa?

Leia este capítulo na íntegra no BLOG político da LBI:
 http://lbi-qi.blogspot.com.br/