O conflito vivido pelos Kaiowá-Guarani em sua demanda pela suas terras originais em Mato Grosso do Sul é mais uma expressão concreta da luta pela terra no Brasil e das mazelas decorrentes desse processo. O Mato Grosso do Sul que recebe a alcunha de "Estado do Agronegócio", e que aparece como modelo na produção agrícola do Brasil, exibe-se paralelamente como Estado modelo em assassinatos de índigenas, bem como em ações violentas contra os índigenas e por fim, modelo também em suícidios índigenas.

Desde que, em meados da década de 1980, os Kaiowás-Guaranis passaram a se organizar e a exigir as suas terras tradicionais, eles sofrem com a opressão dos fazendeiros/latifundiários, seus capangas e do próprio Estado brasileiro.

Atualmente diversas lideranças já tombaram e outras tantas estão ameaçadas de morte no Estado do Mato Grosso do Sul e ressaltamos que desde o inicio do processo de retomada das terras tradicionais, em 1983, e do assassinato de Marçal Guarani, mais de 253 assassinatos de lideranças guaranis foram registrados.

Nesta luta diária por sobrevivência, resistindo a fome, miséria, violência e todo tipo de sofrimento, estas comunidades denunciam com seu próprio sangue a opção política do Estado brasileiro em favor de um modelo de desenvolvimento que privilegia os interesses dos latifundiários em seus negócios agropecuários em detrimento da vida dos Kaiowá-Guarani, especialmente na região sul do MS.

Neste sentido, destacamos que os processos de demarcação e homologação das terras são urgentes e precisam ser realizados. Enquanto isso não ocorrer, nós não estaremos tranquilos, poque sabemos que este povo, bem como tantos outros em todo o Brasil, estão correndo riscos iminentes de morte e violência.

Lembrando que a demarcação/homologação das terras Guaranis-Kaiowás não garante a cessação do conflito entre os indígenas e os fazendeiros latifundiários. Mas marca o inicio de um processo de diálogo onde os indígenas também deverão ser ouvidos!

Vamos ajudar nessa luta. Você também pode contribuir.

Organize-se; Compartilhe essas informações e vamos juntos nessa luta pela demarcação e homologação imediata das terras dos Kaiowás e Guaranis em MS.

Veja também:  http://www.youtube.com/watch?v=yir4N1Ge1-8