O número de famílias francesas impossibilitadas de satisfazer suas necessidades mais elementares de alimentação, habitação e vestuário cresceu de modo notável na última década, revelou a organização Seguro Católico.

Durante 2011 mais de um milhão e quatrocentas mil pessoas, entre elas seiscentas mil crianças, tiveram que receber algum tipo de ajuda urgente, quase o dobro de 10 anos atrás, declarou em seu informe anual a organização não governamental.

Mais de 60% dos atendidos pela organização Seguro Católico estavam desempregados. Segundo a ONG esta situação se transmite de pais para filhos devido ao crescente desemprego no país.