18º CONGRESSO DO PC CHINÊS

MAIS UM "GRANDE SALTO ADIANTE" NA CONVERSÃO ORDENADA AO CAPITALISMO

Está ocorrendo o 18º Congresso do Partido Comunista da China (PCCh). Ele marca o fim da gestão de Hu Jintao, que dirigiu o partido nos últimos dez anos, período em que a China experimentou um aumento acentuado da desigualdade social devido aos ataques às conquistas operárias desatados no processo da conversão do antigo Estado operário ao capitalismo. Esta transição tem sido feita de forma ordenada e centralizada, ainda que dentro do partido tenham existido várias pugnas internas violentas, com denúncias de corrupção, tráfico de influência e enriquecimento. Trata-se justamente do processo levado a cabo pela burocracia restauracionista no sentido de forjar uma nova burguesia no país. Nesse sentido, o Congresso é um marco político na consolidação do capitalismo no país, com a China se convertendo em uma pujante semicolônia encabeçadora dos BRICs na medida em que as bases econômicas do desenvolvimento chinês se apoiam em relações de produção capitalistas onde a burocracia restauracionista cada vez mais assume o papel de sócia subordinada e dependente do capital financeiro internacional. O Congresso, realizado a cada cinco anos, definirá a nova cúpula do governo que comandará o país para a próxima década e nomeará o futuro Secretário-Geral do partido, o atual vice-presidente, Xi Jinping.

Leia este artigo na íntegra no SITE da LBI:
 http://www.lbiqi.org/