ENCLAVE TERRORISTA DE ISRAEL ATACA A SÍRIA APÓS 40 ANOS DA RAPINA DE GOLÃ. ENQUANTO ISTO, NO BRASIL, PSTU PROMOVE JORNADA DE DEBATES COM MILITANTE "REBELDE" PRÓ-SIONISTA!

O exército nazi-sionista disparou vários mísseis contra a Síria neste final de semana logo depois que tropas do governo de Bashar Al Assad atacaram os mercenários "rebeldes" entrincheirados em áreas próximas das Colinas de Golã, território originalmente sírio rapinado por Israel na Guerra dos Seis Dias em 1967. Pela primeira vez em quase 40 anos, desde a Guerra do Yom Kipur, em 1973, Israel lançou mísseis antitanques, o altamente destrutivo modelo Tamuz, contra solo sírio. O ataque foi seguido de uma ameaça por parte do ministro de Defesa israelense, Ehud Barak: "Eu espero que isto não continue, e que os rebeldes vençam na Síria, que Assad caia e que, finalmente, uma nova etapa na vida da Síria comece" (Reuters, 09/11). As palavras e os atos de Israel mostram claramente o apoio da máquina de guerra sionista aos "rebeldes" pró-imperialistas, colocando os revisionistas do trotskismo, como a LIT, no mesmo campo político e militar dos carniceiros nazi-sionistas Netanyahu e Ehud Barak! Não por acaso, enquanto Israel ataca a Síria, o PSTU promove no Brasil uma "jornada de debates" com a militante "rebelde" pró-sionista Sara Al Suri, que defende junto com Israel e os (muy) "amigos da Síria" patrocinados pela víbora madame Clinton, a queda da "ditadura sanguinária" de Bashar Al Assad!

Leia este artigo na íntegra no BLOG político da LBI:
 http://lbi-qi.blogspot.com.br

Siga-nos no TWITTER:
 http://twitter.com/LBIQI