Segundo dados fornecidos pelo poder público, cerca de 85% das ações que tramitam em todo o Estado do Acre é comandada pela Defensoria Pública. Até ricos são atendidos. E não adianta " vir " para cima de mim, pois vou dar nome aos bois. Á porta do Forum, há um cartaz " procure seus direitos sem advogado ". É a prova do estado brasileiro " ASSISTENCIALISTA" que tem como pano de fundo o " voto de cabresto".

Esta SEMANA, encontrei-me, apenas para citar um caso concreto, um colega com mais de 20 anos de profissão.

Dizia ele que há cerca de 03 MESES não ganhava um centavo, e que teve ou foi compelido a vender um de seus bens para pagar as contas atrasadas.

Não sou - nem de longe - Contra os relevantes serviços prestados pela Defensoria Pública, com ótimos e excelentes advogados.

Mas, há que se questionar o papel do estado brasileiro no oferecimento de alguns serviços, socorrendo uns e afogando ( MATANDO DE FOME ) outros.

Vejam, fugindo um pouco da matéria, o caso dos tais - bolsa família, fornecimento de cestas básicas, bolsa alimentação, onde a Nação, sem perceber ( mas ela percebe), está criando um infinito número de parasitas que, tendo o que comer ( sobretudo no nordeste e norte), tem a tendencia de desencorajamento para o trabalho.

Alguns cientistas chegam a dizer que a continuar todo esse processo - ASSISTENCIALISTA - , até com o fornecimento de remédios de todas as formas /formulas, estaremos propiciando um quadro para nascimento de uma geração de " excepcionais - normais", porque a tendencia natural do ser /corpo humano é pelo estado inercial em todos os sentidos.

Quem vai labutar no campo quando o estado brasileiro fornece alimentação - de graça - para cerca de 40 milhoes de pessoas.

No fundo e no fringir dos ovos, temos uma massa de trabalhadores que labutam o dia inteiro, com aumento de imposto, que tem a obrigação de alimentar esses - excepcionais - normais ".

Mas, por outro lado, há que se pensar rápido.

Os estados unidos estão com uma dívida - impagável - de cerca de 30 TRILHÕES DE DÓLARES, tudo provocado pelo açodamento em guerras injustificáveis.

A auropa, representada , na essencia, por cerca de 23 paises, ESTÁ ATOLADA ATÉ O PESCOÇO NUMA FALENCIA ( alguns falam em recessão ) e não existe a menor possibilidade de modificação desse quadro.

36% de massa de trabalhadores ( jovens ) está sem emprego e o anarquismo já bate áquelas portas, sem piedade. A fome não pode esperar.

O que quer isto dizer ?

Mais cedo ou tarde, toda essa celeuma negativa que vem ocorrendo nos estados unidos e na europa vai RESPINGAR no Brasil es as PRIMEIRAS ÁREAS A SEREM AFETADAS SÃO OS DENOMINADOS PLANOS SOCIAIS - ASSISTENCIALISMO.

E agora, José ?

O povo, cerca de 50 milhoes de pessoas, praticamente estão acostumadas a comer e beber sem precisar trabalhar e, de uma hora para outra - se vê sem a velha racão " cabrestal".

Outro fato.

Enquanto a classe de Advogados /guerreiros, operários de linha de frente, encontram-se sentindo todo tipo de dificuldade ( existem algumas exceções - os que estão atrelados ao governo), por ano as FACULDADES DE DIREITO, algumas de fundo de quintal, lançam no mercado milhares e milhares de balhareis em direito.

Cá entre nos, o que será desses jovens, que após formados precisam trabalhar para sustentar a si e respectiva família ?

Não sou contra, repito, o processo de ASSISTENCIALISMO com relação as pessoas velhas e os verdadeiramente necessitados.

Mas disponibilizar o estado brasileiro remédios e alimentos e outros ( produtos e serviços ) para uma grande massa que poderia arcar com tais responsabilidades, é uma prova de irresponsabilidade , dado o quadro mundial.

E a OAB , uma instituição séria ( outrora ), mas que passa por um estado inercial de dar dó.

Criada para representar os Advogados, a cabeça da OAB , A NÍVEL NACIONAL, passou a ser uma instituição muito mais política de que, repito, ATENDIMENTO Á CLASSE.

Afirma a lei que não existem diferente entre Advogados e juizes e até um ministro do STF.

Mas a realidade é outra.

Quem adentra no Gabinete de um promotor /juiz, mesmo sendo advogado, sem que tenha que passar por uma série de Assessores.

O advogado, sem a pretensão de nodoar ou ferir quem quer que seja, é UMA ESPÉCIE DE FILHO desmamado, sem a proteção da mae /pai, em todos os sentidos.

Uma colega de Campinas, ainda esta semana, prestou-me a informação de que cerca de 50% das bancas de advocacia daquela importante /rica região fecharam as portas e estão exercendo outras atividades.

Seria o fim de Advocacia ?

Seria uma especie de processo seletivo, onde a própria natureza se encarrega de preservar os BONS e CEIFAR os menos favorecidos ( intelectualmente) falando, como no meu caso?

De qualquer forma, são céleres ponderações e que devem servir de base ( mesmo que mínima ) , para reflexoes.

Mas que a coisa tá feia e alguma trilha deve ser percorrida para modificar esse quadro, disto não tenho dúvida.

Enquanto, e isto é apenas um detalhe em toda essa celeuma, a OAB , SOBRETUDO A DIREÇÃO, olhar o advogado /colega como uma ovelha desgarrada, sem apanha-lo do aprisco, MAIS E MAIS, a cada dia, vamos encontrar com causídicos - mendigos, preparados para a luta, porém, execrados , alijados, de todo o processo em face da REPÚBLICA DO ASSISTENCIALISMO , dentre outro fatores.

Nem pretendo tocar nos velhos e arcaicos - CPC E CPP, que deram ao Brasil o campeão em termos de extensão de tempo para julgamento de um processo.

Como grande parte das causas o Advogado fica no aguardo do resultado, e isto pode levar - em média - 10 anos, quem suporta viver em tais condições? E como pagar as contas ?


Quem sobreviver, verá.

JÚLIO CAVALCANTE FORTES
ACRE
OAB-ACRE 780