Nós precisamos falar sobre o Facebook.


Por muitos anos nós oferecemos servidores e infraestrutura de comunicação para a esquerda. Nós fizemos o nosso melhor para manter os servidores seguros e resistimos a pedidos de informação de usuários pelas autoridades, usando vários meios.
Sendo curto: nós tentamos oferecer uma forma de comunicação liberadora dentro da internet capitalista.
Nós temos sempre visto a internet como uma fonte para nossas lutas e ao mesmo tempo reconhecemos ela como um terreno político para contestação, e nós agimos de acordo com isso. Nós pensamos que a maior parte da esquerda viu a internet da mesma forma. Mas desde que mais e mais pessoas tem "usado" Facebook (ou o facebook tem usado elas), nós não estamos mais seguros. Em vez disso, nosso trabalho político tem sido exaustivo e em vão. Comunicação encriptada com servidores autônomos não é percebida como liberadora, mas como importuno.

Disneylandia.

Nós apenas não nos demos conta de que, depois de todo o stress nas ruas e toda longas discussões em grupo, muitos ativistas parecem ter o desejo de fazer longas prosas no Facebook sobre todas as coisas e com todo mundo. Nós não tínhamos nos dado conta de que, mesmo para esquerda, o Facebook é a mais doce das tentações e que a esquerda, junto de todo mundo, também gosta de seguir o sutil fluxo que explora onde não parece doer e, por fim, não tem de resistir. Muitas pessoas sofrem de uma má consciência. Se essa má consciência talvez as leve a antecipar as consequências fatais do Facebook, até agora isso não pareceu se traduzir em ação.
Isso é realmente ignorância?
Só para dar uma pequena linha do problema. Ao usar o Facebook, os ativistas não só fazem sua própria comunicação, sua opinião, seus "curtos", etc, transparentes e disponíveis para processamento. Em vez disso, nós consideramos isso mais importante, eles expõem estruturas e indivíduos que talvez tenham pouco ou nada a ver com Facebook. A capacidade de busca do Facebook por relacionamentos na internet, similaridades, etc, é difícil de compreender para pessoas leigas. O chat do facebook reproduz estruturas políticas para as autoridades e para as companhias. Essas podem ser procuradas, organizadas e agregadas não só para obter declarações precisas relacionadas a relações sociais, pessoas chave, etc, mas também para fazer predições, de onde regularidades podem ser deduzidas. Próximo a telefones móveis, Facebook é a mais sútil, barata e melhor tecnologia de vigilância disponível.

Os usuários de Facebook como informantes?

Nós sempre pensamos que a esquerda quer outra coisa: continuar nossas lutas na internet e usar a internet para nossas lutas políticas. É disso que a internet se trata para nós - mesmo hoje. É por isso que vemos os usuários de Facebook como um perigo real para as nossas lutas. Em particular, ativistas que publicam informações importantes no Facebook (mesmo que não saibam o que estão fazendo), que é usado cada vez mais por agentes da lei. Nós podíamos ir tão longe ao ponto de acusar esses ativistas de colaboradores. Mas ainda não estamos lá. Nós ainda temos esperança de que as pessoas vão se dar conta de que o Facebook é um inimigo político e aqueles que usam Facebook fazem isso mais e mais poderoso. Usuários ativistas do Facebook alímentam a máquina e revelam a estrutura das organizações que fazem parte - sem nenhum pedido de juiz, sem nenhuma pressão.

Nosso ponto de vista.

Nós estamos ligados que falamos de "cima". Para nós, tendo trabalhado por anos - e as vezes ganhando a vida - com a net e com computadores, administração de sistemas, programação, criptografia e muito mais, o Facebook vem naturalmente como um inimigo. E também como nos consideramos parte da esquerda, isso adiciona a análise da economia política do Facebook, onde usuários são transformados em produtos, que são vendidos, e se tornam consumidores ao mesmo tempo. O jargão para isso é demanda da geração. Nós nos damos conta de que nem todos lidam com a internet tão entusiasticamente quanto nós lidamos. Mas para ativistas deixarem esse cavalo de tróia chamado Facebook ser parte de seus cotidianos é um signo de ignorância em nível crítico.

Nós urgimos a todos: fechem suas contam no Facebook! Vocês estão nos colocando em perigo! Atuem contra esse monstro da informação!

Também: abandonem o email do Yahoo!, do Google! Contra a detenção de informação! Pela neutralidade da Internet! Liberdade para Bradley Manning! Vida longa a decentralização!

Lute contra o capitalismo! Também - e especialmente - na internet! Contra a exploração e opressão! Também - e especialmente - na internet!

Pertube os nervos de seus camaradas. Pontue para eles de que ao alimentar o facebook eles escolherem o lado errado!