Será a primeira vez que a Lei Geral da Copa, aprovada pelo Congresso e sancionada em junho deste ano pela presidenta Dilma Rousseff, entrará em vigor. A lei prevê a delimitação de uma "zona de exclusão" de 2 km em torno do local do evento, cujo acesso é restrito a quem possui ingresso ou credencial autorizada pela FIFA. Os manifestantes consideram a lei Geral da Copa inconstitucional, já que restringe, extingue e flexibiliza direitos conquistados pela sociedade brasileira.

O mês de dezembro marca também o primeiro ano de lançamento do Dossiê Megaeventos e Violações de Direitos Humanos no Brasil ( http://comitepopulario.files.wordpress.com/2012/06/dossie_megaeventos_violacoesdedireitos2012.pdf), documento organizado pela Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa. Nele estão contidas denúncias de desrespeito ao direito à moradia, aos direitos humanos, além de denúncias de infrações contra o meio ambiente e contra os trabalhadores das obras da Copa do Mundo de 2014.

Manifestações nas principais capitais do país

São Paulo ? O ato "Copa pra Quem?" tem início às 13h em frente à Ocupação da Mauá, Estação da Luz, e segue em direção ao Anhembi. Os manifestantes questionam o processo de remoções forçadas em razão de obras, a ausência de informações sobre as intervenções urbanas e a suspensão de direitos e garantias fundamentais como o direito de ir, vir e permanecer nas vias públicas, e o direito ao trabalho dos ambulantes. Informações com Juliana Machado (11) 99333-7128 e Benedito Barbosa (11) 97598-3012.

Rio de Janeiro ? A concentração está marcada para as 10h na praça Saens Peña, na Tijuca, de onde o grupo seguirá para o Maracanã. O objetivo é protestar contra a privatização do estádio, que prevê a demolição do Estádio de Atletismo Célio de Barros, do Parque Aquático Júlio Delamare, da Escola Municipal Friedenreich e do prédio histórico do antigo Museu do Índio. O movimento já recebeu apoios de peso, como o do cantor e compositor Chico Buarque e do ator Marcos Palmeira. Informações com Renato Cosentino (21 8267-2760) e Gustavo Mehl (21 8212-1095).

Distrito Federal ? A atividade será marcada por uma exibição de vídeos com debates e protestos na Rodoviária do Plano Piloto, a partir das 13h. Além disso, os moradores da Vila Estrutural farão um protesto, as 17h, contra as remoções na cidade. O grupo questiona também a privatização da política de resíduos sólidos, por meio de PPP, que levará a perda de dois mil empregos, aumentado a pressão pela remoção. Contatos: Larissa (61 9684-5609) e Paulão (61 8552-3765)

Natal ? A concentração será no entroncamento da Avenida Prudente de Morais com a Rua Lima e Silva (em frente ao antigo estádio Machadão, futura Arena das Dunas), a partir das 10h. O grupo questiona a destruição do Machadão e a mobilidade urbana na cidade. Informações com Eloisa Arruda (84-8756-9737), Marise Costa (84 9981-2797) e Dulce Bentes (84 9984-2531).

Curitiba ? Haverá um mutirão na comunidade Vila Nova Costeira. O objetivo é promover a regularização fundiária do local para evitar sua remoção. Contato: Thiago Hoshino (41 9912-9300).