(1?38? / 386 Kb) - Durante a entrega do Prêmio Santo Dias de Direitos Humanos, o líder do Racionais MC´s também denunciou o genocídio dos jovens negros na periferia da capital paulista
Baixar

(1?38? / 386 Kb) - Mano Brown, integrante do grupo de rap Racionais MC?s, defendeu o impeachment do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, em discurso feito na Assembleia Legislativa (Alesp), na última segunda-feira (10). O rapper foi um dos vencedores do XVI Prêmio Santo Dias de Direitos Humanos.

?Ele é o governador que usou as mortes como instrumento de domínio. A gente está assistindo como se fosse guerra de quadrilha. Uma quadrilha com autorização do governo e a outra que está desarmada, de costas. Então, o que temos que fazer realmente é o impeachment?, disse Brown.

O pedido de impeachment é defendido pelos movimentos que compõem o Comitê Contra o Genocídio da Juventude Negra e Periférica. Brown também usou a expressão ?genocídio? para fazer referência às ações policiais que resultam na matança de jovens nas periferias.

O prêmio é concedido pela Comissão de Direitos Humanos da Alesp. Ainda foram contemplados os jornalistas André Caramante, Leonardo Sakamoto e Danilo Manha, a defensora pública Daniela Skromov de Albuquerque, Ariel de Castro, Sonia Aparecida dos Santos, e as organizações Educafro, Casa de David e Movimento Nacional de Direitos Humanos.

Caramante não compareceu à cerimônia, pois deixou o país após o coronel e vereador eleito Paulo Telhada incitar seus seguidores no Facebook contra ele, uma reação à reportagem ?Ex-chefe da Rota vira político e prega a violência no Facebook?, publicada na Folha de S. Paulo.

De São Paulo, para a Radioagência NP, José Francisco Neto.