Lógico que a mídia esta agindo como um partido de olho na eleição de 2014. Lula que a despeito da opinião publicada que ele estaria morto assustou seus inimigos quando elegeu o prefeito de São Paulo saindo de 3% nas pesquisas de intenção de votos.
A Partir da eleição de São Paulo a mídia concluiu que Lula é o homem a ser destruído para que o PT seja derrotado. O que nos estamos assistindo na mídia em relação a Lula e o PT é crime de quadrilha: A Veja de setembro de 2012 coloca em matéria de capa que segundo Marco Valério o ex-presidente Lula é o chefe da quadrilha, dentro dessa mesma Veja não existe nenhuma entrevista com Marco Valério, e nem de ninguém com nome e CPF que sustente esse tipo de acusação contra um ex presidente da Republica.
Como e quando a grande mídia brasileira age como uma quadrilha? A quadrilha que Veja falsamente imputou a Lula , é a quadrilha que ela mesma Veja, constitui, junto com O Globo, Estadão, Folha, Band e outros. Veja caluniou o presidente da República e os outros órgãos de comunicação de forma orquestrada divulgou. Essa tem sido a pratica da mídia golpista, um publica e os outros replicam a mentira.
Agora em dezembro foi a vez do Estadão requentar noticias de 2003 na qual Marcos Valério condenado a 39 anos de prisão, faz graves acusações a Lula e ao PT. Nessa mesma semana o bicheiro Carlos Cachoeira também condenado pela justiça em entrevista nessa mesma mídia declara , que ele financiava o PT que ele classificou de ?garganta profunda?. Esse tipo de jornalismo não merece por parte dos brasileiros nenhum respeito nem credibilidade.
Quanto ao julgamento de forma bastante suspeito durante as eleições municipais de 2012 do STF da AP 470, também conhecida como Mensalão do PT, que deu origem a essa onda criminosa de denuncia contra Lula e o PT. Temos algumas considerações: primeiro cobrar do STF o julgamento urgente do Mensalão do PSDB e do DEM ambos anteriores ao do PT. Não aceitamos que esse julgamento seja feito durante as eleições como fizeram com o Mensalão do PT, isso seria manobra eleitoral.
E quanto ao ministro presidente do STF, Joaquim Barboza, apontado como paladino da justiça e candidato a presidência da república a partir do julgamento do Mensalão, lembramos do bate boca em 23/08/12 no tribunal entre o ministro Eros Graus e Joaquim Barboza: Graus lembrou que Joaquim Barboza concedeu também habeaus corpus a Daniel Dantas e lembrou que Joaquim Barboza é acusado pela própria mulher de agressão num boletim de ocorrência na policia.
Você acredita que essa mídia e o STF tem moral para passar o Brasil a limpo!
RIO DE JANEIRO, 14 de dezembro de 2012