Lula, como sempre faz quando se sente acuado, colocou a culpa na imprensa, como se os jornalistas fossem responsáveis por todas as falcatruas ocorridas em seus dois governos, certamente o período mais corrupto da história nacional.
Na fracassada tentativa de se defender, Lula comparou o tratamento dispensado pela mídia a banqueiros e políticos. ?Quando político é denunciado, a cara dele sai noite e dia nos jornais. Vocês já viram banqueiro nos jornais? São eles que pagam as publicidades da mídia?, disse Lula, sob aplausos.
Ao fazer tal declaração Lula deu um tiro no pé, pois foi nos oito anos em que esteve no Palácio do Planalto que os banqueiros ganharam mais dinheiro em todos os tempos. Por outro lado, o ex-presidente sabe, mas prefere não admitir, que no Brasil alguns setores da imprensa são obedientes e genuflexos em função das polpudas quantias da propaganda oficial.
Lula se envolveu em muitos escândalos de corrupção, mas não quer ter a imagem de Messias arranhada, pois sabe que o avanço nas investigações levará o Partido dos Trabalhadores ao desmonte. A situação de Lula complica-se a cada dia, pois a imprensa internacional tem dado destaque ao seu envolvimento nos principais escândalos de corrupção ocorridos na última década no País.
O Brasil precisa urgentemente se livrar da quadrilha que chegou ao poder através de promessas absurdas, lá se mantendo na esteira de negociatas típicas de velhacos da política.