SAI A "MADAME" CLINTON, ENTRA JOHN KERRY: "FALCÃO" OBAMA ANUNCIA OFENSIVA GLOBAL CONTRA OS POVOS E AS NAÇÕES OPRIMIDAS

Obama acaba de anunciar que John Kerry substituirá a víbora Hillary Clinton à frente do Departamento de Estado ianque. A "madame" aparentemente sofre de graves problemas de saúde e vai ser substituída para que o imperialismo possa seguir firmemente em sua ampla ofensiva política e militar sobre o planeta, centrada neste momento no Oriente Médio. Hillary vinha organizando freneticamente a sanha contra a Síria e o Irã, como também reforçando o poder de Israel na região, vide o acordo celebrado com o Hamas. Ela organizou recentemente um "clube" muito "seleto" de "amigos (sic!) da Síria" com objetivo de apoiar e promover ações terroristas contra o regime de Bashar al Assad, o qual o império considera como "uma ditadura sangrenta" e também havia se aproximado do governo do Egito, comandado pela Irmandade Muçulmana. Cogita-se que ela seria a candidata democrata em 2016. O certo é que agora, Kerry, o ex-candidato a presidente pelo Partido Democrata em 2004 vai assumir estas funções estratégicas. Ele vinha sendo cotado para se tornar o principal "falcão" democrata depois que a embaixadora norte-americana na Organização das Nações Unidas (ONU), Susan Rice, retirou seu nome da consideração na semana passada depois de não haver consenso entre os barões capitalistas ianques. Ela foi criticada duramente pelos republicanos por seu desempenho nas explicações iniciais do governo sobre o ataque em Benghazi, na Líbia, pela Al Qaeda, aliada dos EUA na quede o regime de Kadaffi.

Leia este artigo na íntegra no BLOG político da LBI:
 http://lbi-qi.blogspot.com.br/