No Natal de 1942, Pio XII fez um discurso natalino na Rádio Vaticana em plena 2ª guerra mundial.

 http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/speeches/1942/documents/hf_p-xii_spe_19421224_radiomessage-christmas_po.html

No discurso, Pio XII condenou claramente o comunismo ("a Igreja condenou
os vários sistemas do socialismo marxista e condena-os ainda hoje como é seu
dever e direito permanente de preservar os homens de correntes e influências
que põem em risco a sua salvação eterna.") , mas não condenou Hitler e nem os cúmplices dele: Mussolini, Franco*, Pétain**, padre Tiso***, Ante Pavelic****, Hideki Tojo***** etc. No máximo, Pio XII disse uma mensagem ambígua ("Este voto deve-o a humanidade às centenas de milhares de
pessoas que sem culpa nenhuma da sua parte, às vezes só por motivos de
nacionalidade ou raça, se vêem destinadas à morte ou a um extermínio
progressivo."), mas sem mencionar os agressores. A crítica explícita de Pio XII ao comunismo e a recusa de crítica ao nazismo(na mensagem natalina) se deu por causa de seu anticomunismo ferrenho. Pio XII considerava Hitler uma "ponta-de-lança" contra o comunismo(depois dos fiascos alemães em Stalingrado e Kursk, Pio XII certamente ficou desesperado).Quando a guerra acabou, o Vaticano, com a conivência de Pio XII, ajudaria Eichmann, Mengele. Pavelic**** e outros nazis a fugirem para a América do Sul ("Ratlines").



*ditador espanhol, ajudou Hitler na guerra com a Divisão Azul.

** chefe do regime de Vichy (França); perseguiu judeus e a Resistência.

*** ditador eslovaco; perseguiu judeus, ciganos e opositores.

**** ditador croata, promoveu genocídio de sérvios, ciganos, judeus e opositores com a cumplicidade ativa do clero croata. Os crimes de Pavelic chocavam inclusive os nazistas.

***** premier japonês; o Japão cometeu muitas atrocidades em territórios ocupados (estupros; assassinatos em massa; "experiências científicas" horrendas, como amputação de membros e vivisecção). O Japão chegou a ocupar áreas com significativas populações católicas (Indochina, Timor Leste, Filipinas...) sem qualquer condenação de Pio XII.



Nota: Na época da mensagem natalina do Pio XII, a Alemanha estava perdendo em
Stalingrado (e pra piorar havia perdido em El-Alamein; os Aliados
desembarcaram no Marrocos e Argélia controlados por Pétain**)