Tragédia foi anunciada durante anos, os riscos de acidentes gravíssimos na Avenida Carlos Lacerda conhecida pela ?falsa alcunha? de Via Expressa ou Autoestrada Linha Amarela, atribuída com objetivo de enganar, iludir, ludibriar pessoas e autoridades do bem com apoio, respaldo e sustentação do Ministério Público Estadual divulgado sem fronteiras, insistentemente de todas as formas possíveis na sub-imprensa e redes sociais, para tais autoridades deste Ministério Público.


O autor do anunciado foi processado Civil e Criminalmente em tribunais de exceção e tido pela grande mídia local e autoridades envolvidos no esquema apontado como esquizofrênico, criador de casos.Várias são as situações de alto risco de acidentes do tipo tragédia envolvendo veículos e pessoas na Linha Amarela, não divulgada na mídia, escondida e desviada das autoridades policiais... Essa em especial que envolveu 17 veículos sendo um que despencou do viaduto causando várias vitimas e morte, estava mais que anunciada.

Local onde aconteceu a tragédia a velocidade permitida é 100Km ladeira abaixo, e nesse trajeto logo após o túnel, também ladeira abaixo, tem agulha de saída a direita que se cruza com movimentadíssimas avenidas do bairro, nessas interseções tem semáforos que ao fechar causa enorme engarrafamento que se estende por dentro da avenida e do túnel na Linha Amarela, verdadeiras armadilhas pra quem vem na claridade e entra na sombra do túnel e vice-versa até que se adapte a ilusão ótica, de maneira que o motorista, principalmente de outras regiões, que vem iludido, enganado, pensando estar trafegando numa Autoestrada ou Via Expressa reforçado pela condição da cobrança do PEDÁGIO.

Motorista que PAGA PEDÁGIO subentende estar numa estrada, nunca numa movimentadíssima avenida de 15 mil metros, verdadeira arapuca fantasiada de placas incentivando a alta velocidade ilegal ao perímetro urbano.


Portanto, a tragédia foi mais que anunciada foi inclusive alvo de NOTICIA CRIME ao irresponsável Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro na pessoa dos procuradores e promotores que receberam as noticias. Ganancia inconsequente e criminosa!!!