1. Insistir constantemente em que o marxismo está desacreditado, obsoleto e totalmente morto e enterrado. Então prossiga na construção de uma lucrativa carreira para superar esta teoria supostamente "morta" durante o resto de sua vida trabalhista.

2. Recorde, qualquer morte não natural que ocorra baixo um regime "comunista" é atribuível exclusivamente aos líderes de Estado, também o é ao marxismo como ideologia. Ignore as mortes ocorridas pela mesma razão em Estados não socialistas.

3. Comunismo e marxismo são o que você queira que forem. Sinta-se com a vontade para etiquetar países, movimentos e regimes de "comunistas" independentemente dos seus objectivos reais, ideologia adoptada, relações diplomáticas, políticas económicas ou relações de propriedade.

4. Se tiver um conflito no que se virem envolvidos os comunistas, todos os mortos e consequências posteriores ao confronto serão culpa dos comunistas. Tenha cuidado ao aplicar isto à Segunda Guerra Mundial. Movimentos fascistas que lutaram contra os soviéticos ou partisanos comunistas foram bons, mas trate de não louvar abertamente à Alemanha nazista. Deixe isto para conversas particulares se o desejar.

5. Você decide o que o marxismo "realmente significa" e quem foram os verdadeiros representantes do comunismo. Simule interesse por Trotski por perder, de alguma maneira, o poder em mãos de Estaline, ainda que você o odeie também.

6. Fale constantemente de George Orwell. Cite obras como Rebelião dos animais e 1984. Não se preocupe pelo facto de não ter pisado nunca a URSS e os dois livros serão bem mais veraces.

7. Cite números de mortes em massa sem ter em conta a demografía ou a coerência. Três milhões de mortos pela fome? 7 milhões? 10 milhões? 100 milhões de mortos em total? Você não precisa comparar seu trabalho com ninguém, o que é bom, já que provavelmente você também não comprovou dado algum.

8. Todo aquele que esteve preso baixo um regime comunista provavelmente era inocente de qualquer crime. Os comunistas só encerravam poetas inofensivos e profetas políticos que tinham uma formosa mensagem para compartilhar com o mundo.

9. Todo o que Estaline fez ou deixou de fazer tinha uma motivação siniestra oculta. TUDO.

10. Mantendo o espírito da regra nº9, recorde que Estaline era um ser omnipotente, talvez a encarnação do deus indiano Vishnu, que tinha plena consciência de todo o que ocorria na União Soviética e um controle total sobretudo o acontecido entre 1924 e 1953. Todo o que aconteceu nesta época era a vontade de Estaline. Este conhecia os detalhes exactos de todos os acontecimentos criminosos do seu tempo e devido à sua crueldade sem limites, mandou fuzilar milhares de pessoas inocentes sem humanidade alguma, independentemente de onde estavam ou de suas posições em vida. Sendo omnipotente, não era dependente de informações passadas para ele por dezenas de milhares de subordinados.

11. Ataque constantemente aos regimes "comunistas" por acções que ocorrem HOJE nos regimes capitalistas.

12. Alegue que o marxismo é utópico pela sua descrição de uma possível sociedade futura. Alegue também, alternadamente, que o marxismo fracassou porque nunca deu uma descrição detalhada de como seria uma sociedade comunista. Não empreste atenção à gigantesca contradição que com esta proposta se cria.

13. Comece a referir-se ao marxismo como algum tipo de fé religiosa, mesiánica, ou qualquer outra porquería espiritualista que se lhe ocorra. Quando certas pessoas afirmem que você pode traçar similitudes entre basicamente qualquer ideologia política e religiões, singelamente, não lhes faça caso.

14. Recorde o duplo ataque anticomunista: ataque ao sistema pós-Estaline em termos de economia, alegando que simplesmente não funcionou. Já que um oponente informado apontará que as políticas económicas socialistas realmente funcionavam em tempos de Estaline, e de facto funcionaram muito bem, ataque aquela época em base aos direitos humanos.

15. Duas palavras: natureza humana. Que é a natureza humana? Para seus propósitos, natureza humana é uma explicação rápida de por que as ideias políticas e sistemas que você despreza estão radicalmente equivocados.

16. As revoluções bolcheviques foram realizadas com violência e derramamiento de sangue. As revoluções burguesas foram todas realizadas através de referendos democráticos, e não tiveram manifestação alguma de violência.

17. Utilize constantemente palavras como "liberdade" e "democracia". Não aceite contestación alguma com respeito à definição destes termos.

18. Os comunistas podem estar a favor ou em contra de qualquer coisa que seja popular na sua área particular. Se está a dirigir-se você a uma multidão de de direita, os comunistas estavam a favor da degeneração e da homossexualidade. Se, por outro lado, está a dirigir-se a uma audiência mais mainstream, mais liberal, os comunistas perseguiram e reprimiram ao colectivo homossexual. Essencialmente, os comunistas estavam a favor da degeneração moral e da "virtude puritana" ao mesmo tempo. Novamente, não tenha em conta a contradição.

19. Ataque constantemente a Estaline em relação ao Tratado Molotov-von Ribbentropp, ignorando o apoio em massa e a colaboração da Alemanha nazista, a Itália fascista e o Japão imperial com os EEUU, França e Inglaterra bem dantes da guerra. E depois também, em alguns aspectos.

20. Glorifique a recentemente encontrada "liberdade" no leste de Europa. Ignore o despovoamento em massa causado pela emigração, a brusca queda da natalidade, os enormes problemas causados pelas drogas e o alcoolismo, a instabilidade política, as guerras civis, as limpezas étnicas, trata de brancas, a prostituição infantil, o crime organizado, as altas taxas de suicídio, o flagrante desemprego, as epidemias, etc. A quem lhe importa todo isso quando se tem liberdade de expressão?

21. Fale constantemente da "cultura do medo" nas nações socialistas, da "patada na porta" no meio da noite. Ignore a "patada na porta no meio da noite, apontando-lhe com uma escopeta, sacando-lhe da cama porque é você suspeito de narcotráfico", uma eventualidade normal na guerra dos Estados Unidos contra as drogas.

22. Ataque os comunistas pela perseguição religiosa. Ataque aos fundamentalistas islâmicos por não ser seculares. De novo, a Sra. Contradição faz acto de presença.

23. Não tenha em conta a ironía de que os Estados Unidos estão actualmente inmersos numa guerra perdida e extremamente custosa contra um oponente ao qual financiaram, apoiaram e até entregaram sua primeira vitória contra os soviéticos em Afeganistão.

24. O que deve você dizer quando se enfrente com todos os persistentes e, muitas vezes piorados, problemas do mundo de hoje, e se pergunta qual é a solução, diga alto: ¡LIBERDADE! (recitar quanto for necessário).

25. Nada que vier de "comunistas" é fiável. A não ser que de alguma maneira sirva a seu favor, como o "discurso scgredo" de Kruschev de 1956 ou qualquer coisa escrita por Trotski.

26. Os líderes comunistas eram "paranoicos" por dedicar tanto tempo à segurança interna contra a contra-revolução. Ignore as montanhas de evidências, incluindo a restauração do capitalismo no Bloco do Leste, de que esta ameaça era bem real.

27. Os regimes comunistas nunca eram populares. Se há provas apresentadas em vários casos que mostram o contrário, alegue que as pessoas sofriam constantes lavagens de cérebro. Não faça nenhum esforço em considerar as restrições de gastos nem logística em tal tarefa.

28. A propaganda comunista é básica e primitiva. Se alguém menciona "Amanhecer Vermelho", ou pior, menciona a série de cómics de J. Edgar Hoover conhecida como "The Godless Communists", saia correndo.

29. Louve o secularismo em nome da "liberdade" e do "pluralismo" até ser replicado por um comunista. Então jogue a carta da religião.

30. As atrocidades e demais ruines acontecimentos ocorridos em regimes não comunistas são culpa de pessoas a título individual. Qualquer coisa ruin que ocorra num regime "comunista" é culpa da ideologia e do sistema. E de Estaline.

31. Ser um anticomunista significa não ter nenhum tipo de coerência ideológica. Cobíjese num populismo de esquerda pseudo-socialista um 90% do tempo, então compare o sistema capitalista com a "Rússia de Estaline" (se nunca estudou você realmente o assunto, consulte com as orwellianas obras de "Rebelião dos animais" e "1984"). Reclame ao capitalismo o 99% de seu tempo, então replique quando alguém sugira o comunismo como alternativa. Fascista ultradereitista? Reclame constantemente sobre a degeneração cultural baixo o capitalismo, mantendo-se fanaticamente contrário ao marxismo sem nenhuma razão discernível, excepto pela sua afinidade com o nacionalismo radical.

32. Se é você anarquista, continue apontando o "falhanço" do marxismo enquanto ignora o facto de que sua ideologia teve um 100% de falhanço em toda sua história. Jogue a culpa dos seus falhanços aos comunistas, ou a potências militares mais fortes. Ignore o facto de que a mais maravilhosa sociedade à que aspira o ser humano é inútil se não consegue se defender da reacção.

33. Neonazi? O comunismo é judeu! Fim do debate.

34. Neohippy? Tíbete livre!

35. Condene constantemente o genocídio que supostamente teve lugar com Mao, enquanto ignora as relações dos Estados Unidos com a República Popular Chinesa estabelecidas por Nixon, bem como o papel gigantesco da China capitalista em relação à economia moderna dos Estados Unidos. Quando quiser você falar positivamente de China, é um país capitalista. No entanto, se quer você a criticar, ainda é "comunista".

36. Alegue que o marxismo não é empírico. Também não são o neoliberalismo, a "democracia" ou a "iberdade", mas não o tenha em conta.

37. Insista que apesar da localidade, país, época histórica, experiência passada, ou qualquer dos demais factores, os comunistas sempre querem recriar uma cópia moderna da Rússia de Estaline, e todo isso cobra sentido de acordo com você. Não perceba a inherente idiotez deste conceito.

38. Aprenda a usar a palavra mágica: "totalitario". Esta palavra possibilita-lhe criar laços entre duas ideologias opostas, comunismo e fascismo.

39. Ignore o facto de que os estados socialistas experimentaram mais problemas económicos paralelamente ao número de reformas de mercado que se realizaram neles.

40. Quando seja contestado a respeito de cifras ou contexto histórico, apele a rótulos como "tirano sem piedade", "assassino cruel", entre outros. Recorde, pessoas como Estaline eram assassinos em massa por todas as pessoas que mataram, e nós sabemos que mataram a todas essas pessoas porque eram assassinos em massa. É pura lógica!