Ontem a mídia brasileira anunciou com pompa e circunstância o acordo firmado no Senado dos EUA, que segundo alguns analistas (aqueles de sempre, que nunca deixarão de ser baba-ovos de norte-americanos) salvou o país e o resto do mundo. Só não incluíram o Brasil "no resto do mundo", porque o país continua crescendo (pouco é verdade) apesar da crise financeira gestada e alimentada por norte-americanos e ingleses (com uma ajudinha de alemães, franceses, espanhóis, etc...).

A China segue sendo o maior parceiro comercial do Brasil. A tendência é esta parceria se aprofundar ainda mais em razão da evidente decadência econômica e política dos EUA.

Um dia depois, uma agência oficial chinesa disse que os EUA não resolveram, mas apenas adiaram o problema financeiro  http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRSPE90102620130102?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter . Uma maneira educada de dizer: PAREM DE GASTAR COM ARMAMENTOS E GUERRAS SEUS AMERICANOS IDIOTAS.

Silencio na mídia brasileira. Os analistas baba-ovos dos norte-americanos não escreveram uma linha sobre o assunto, que certamente não será abordado pelos telejornais brasileiros hoje (a conferir).

Não sou capitalista, mas sei como o capitalismo funciona ou deve funcionar.

Num sistema capitalista, o CREDOR tem sempre razão. O Brasil é capitalista, portanto, o maior parceiro comercial do Brasil tem sempre razão. A China é credora dos EUA e maior parceira comercial do Brasil, portanto...

Óh não... váderetrosatã! Os chineses não podem ter razão. Que se dane o capitalismo, a mídia brasileira nunca deve apoiar a China, especialmente contra os EUA. Vem daí o silêncio dos especialistas (e possivelmente dos telejornalistas, a conferir).

Em razão de saber o capitalismo deixa de funcionar em certas condições (o "americanismo" é uma ideologia nazista que obliterar até mesmo o cânone capitalismo) mandei um Twitter para Obama hoje mesmo (foto acima). Tenho certeza de que o presidente dos EUA não vai ler ou responder meu Twitter. Mesmo assim mandei a mensagem, pois sei que alguns gringos vão ler a mesma. Fico feliz quando causo urticárias nos motherfuckers.