O Perigo do Esquizofascismo
The Danger of Schizofascism Henrique Fuentes

O fascismo é utilizado geralmente no nosso vocabulário político como um ad hominem eficaz contra qualquer oponente que apareça na nossa frente. A confusão do uso deste termo entretanto é disseminado até mesmo pela própria academia, tornando o termo fascista ou a descrição de determinadas condições econômicas de um regime posto em um recorte histórico (a italia de mussolini) ou uma designação genérica de fascismo patológico, ou microfascismo. Ambas as análises não dizem nada sobre o Fascismo.
Em primeiro lugar, porque consideramos o fascismo como um estágio do Capitalismo, ou como fruto de um modo específico de mentalidade capitalista.
Não entendemos o fascismo simplesmente pela projeção de qualquer esquema de um modo de produção específico (o corporativismo por exemplo) ou por uma tendência mental subliminar que está lá escondida nas entranhas da psicologia do mercado.
O Fascismo é uma ideologia a parte do Capitalismo, as ferramentas de luta contra o Capitalismo são ineficientes contra o Fascismo, pois sua natureza é completamente distinta - e aí está o nosso erro.
Nunca lemos um autor fascista - na verdade projetamos uma ideologia fascista que é simplesmente a reunião de todas as características essenciais de um grande vilão reacionário. Isso nos impede de observar a emergência de fenômenos fascistas ao nosso redor.
O irracionalismo econômico do capitalismo é combatido pelo humanismo racionalista e igualitário da Esquerda.
Já no caso do fascismo, o irracionalismo não pertence à esfera da ideologia da colaboração de classes - ele se realiza no ímpeto da própria ideologia.
Tanto o Liberalismo como o Socialismo se denominam defensores da racionalidade. Enquanto o irracionalismo no capitalismo é circunstancial, o caso fascista é absolutamente diferente, pois o fascismo é enquanto ideologia, um culto á dimensão irracionalista.
Enquanto acharmos que a ideologia fascista é uma cultura arborescente e metaforicamente platônica, estaremos perdendo. O Fascismo é sim mutuante, tanto rizomático como arborescente.
A luta contra um inimigo se realiza no conhecimento do mesmo, o Veneno de Baratas (capitalistas) não é o mesmo para Ratos (fascistas)

PARTE I TRADUZIDA DO ZINE EM ESPANHOL GOUMEN