O Parque Nacional da Serra do Cipó cumpre múltiplas funções para a região onde está localizado de modo que atividades como o turismo e a conservação da biodiversidade encontram-se totalmente interligadas no local. A área do parque está localizada na região central de Minas Gerais, denominada Serra do Cipó, situada na porção sul da cadeia do espinhaço abrangendo os municípios Jaboticatubas, Morro do Pilar, Itambé do Mato Dentro e Santana do Riacho. Predominam na vegetação além das Florestas Estacionais Decíduas o Cerrado e os Campos Rupestres. A Serra do Cipó abriga ampla biodiversidade e faz parte da Reserva da Biosfera da Cadeia do Espinhaço. Quanto ao turismo este setor constitui atualmente a atividade econômica predominante no complexo regional da Serra do Cipó atraindo diversos tipos de turistas. Tem-se o turismo de passeio e este é o que atrai o maior número de pessoas á Serra do Cipó, o turismo gerado pela pesquisa e o turismo de aventura já que a geomorfologia do lugar apresenta grande potencialidade para a prática de esportes como montanhismo, escalada, ciclismo, caminhadas. Dentre os atributos de atração turística na Serra do Cipó se destacam: a vegetação considerada exuberante com ampla ocorrência de orquídeas, bromélias e sempre ? vivas, a riqueza hidrológica já que a região é drenada por diversos cursos d?água sendo a maioria destes rios encachoeirados, a espeleologia pois as partes mais baixas do relevo são compostas por afloramentos de calcário sendo que nestas rochas geralmente é grande a ocorrência de cavernas. Além disso, o fato de estar inserida no circuito turístico da Estrada Real contribui grandemente para a captação de recursos para investimento em turismo na região da Serra do Cipó. São inúmera as potencialidades turísticas da Serra do Cipó o que faz da região um polo turístico consolidado tanto em termos regionais quanto na escala internacional. É grande o numero de turistas que frequentam o lugar, sobretudo em épocas de feriados prolongados. Contudo, apesar de muito importante e significativa a atividade turística na Serra do Cipó não se desenvolveu de maneira muito diferente das outras regiões brasileira, pois na maioria dos lugares o turismo ocorreu e tem ocorrido de forma muitas vezes predatória social, cultural e ambientalmente. Assim, a consagração da Serra do Cipó como um lugar do turismo já está posta, cabe-nos a proposta de repensar as funções dessa atividade seja enquanto sua funcionalidade e principalmente como estratégia de educação ambiental ou promoção de sustentabilidade como objetivo proposto ao tornar a Serra do Cipó uma área integrante da Reserva da Biosfera da Cadeia do Espinhaço.