entre 2000/2010 foram registradas 2.400 mortes provocadas pela inalacao das fibras de AMIANTO, do grupo - SAMA /ETERNIT. Grupo, desde a década de 60 sabia dos males provocados pelo pó da morte, mas mesmo assim submeteram milhares de trabalhadores aos riscos ( serem mortos por asbestose, cancer, etc).

COMO OCORREU NA ITALIA, DONOS E DIRETORES DO GRUPO PODEM SER CONDENADOS POR HOMICIDIO.

abaixo, materia na mesma direçao, com autor definido.

julio c. fortes
acre


......................................................


 http://www.redebrasilatual.com.br/temas/saude/2012/08/mortes-causadas-por-amianto-tendem-a-aumentar



Saúde Mortes causadas pelo amianto tendem a aumentar no Brasil
Entre 2000 e 2010 foram registrados 2400 óbitos por complicações causadas pelo contato com o produto. STF realiza audiência pública hoje (24) para debater o problema

Por: Cida de Oliveira, Rede Brasil Atual

Publicado em 24/08/2012, 10:59

Última atualização às 10:59


Com diversas aplicações, como telhas e caixas d´água, o amianto um material comprovadamente cancerígeno (Foto: Wilson Dias/ABr)
São Paulo ? O Brasil registrou 2.400 mortes causadas pelo amianto entre 2000 e 2010. Desse total, 2.123 morreram por câncer (mesotelioma e de pleura) e 265 devido a placas pleurais e pneumoconiose causadas pela exposição ao mineral. O câncer de pulmão também pode ter a mesma causa, mas raramente é diagnosticado e registrado com essa associação causal.

Em 11 anos as mortes por mesotelioma aumentaram 49%, com média de crescimento de 4,5% ao ano. Entre os homens a tendência foi de aumento do número de mortes, de 32 em 2000 para 49 em 2010 ? 53% a mais, média anual de 4,8% ao ano. Houve crescimento também nos casos entre as mulheres, que passou de 29 para 42, aumento médio de 1,18% ao ano, e um total de 13% nos 11 anos.

O dados foram divulgados no Boletim Epidemiológico sobre Mortalidade por Agravos à Saúde Relacionados ao Amianto no Brasil. O artigo é assinado por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Federal da Bahia (UFBA).

"A tendência é de aumento de mortes a cada ano?, afirma Hermano de Castro, médico e pesquisador do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, vinculada à Fiocruz. ?O incremento é fruto da melhora da rede de diagnóstico, mas também do uso do amianto em larga escala no Brasil.? Segundo o pesquisador, o crescimento de casos é observado em todos os países. Estudos mostram que onde o amianto foi banido, ainda no século 20, os casos só serão reduzidos entre os anos de 2020 e 2030. ?Isso devido ao longo período de latência superior a 40 anos. Ou seja, o câncer geralmente aparece 40 anos após a primeira exposição?, diz.

O banimento do amianto do processo produtivo brasileiro, segundo Hermano de Castro, é a primeira medida que deve ser tomada para reduzir o número de casos. ?Além disso, vamos precisar de políticas públicas para a vigilância em saúde para o acompanhamento dos milhões de brasileiros expostos ao amianto, seja no ambiente de trabalho ou não.? Apesar das pressões pelo banimento, o governo brasileiro optou pelo uso controlado. Mas segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não existe limite seguro de exposição.

Ainda conforme o especialista da Fiocruz, o passivo ambiental deixado pela indústria do amianto deverá ser controlado por décadas como medida para minimizar a exposição ao amianto e seus efeitos nocivos, principalmente os carcinogênicos.

Audiência no STF
Hoje (24) e na próxima sexta-feira (31), o Supremo Tribunal Federal (STF) fará audiência pública para definir os rumos do amianto no Brasil. O ministro Marco Aurélio convocou a audiência por causa de várias ações diretas de inconstitucionadade (ADI) relacionados ao tema que tramitam na Corte. A ADI 3937, ajuizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria (CNTI), em agosto de 2007, questiona a Lei 12.648/2007, do Estado de São Paulo, que proíbe o uso em território paulista de produtos, materiais ou artefatos que contenham qualquer tipo de amianto ou asbesto ou outros minerais que tenham fibras de amianto na sua composição. A ADI teve pedido de medida cautelar analisado pelo plenário do STF em junho de 2008. Por sete votos a três, a Corte cassou liminar deferida anteriormente e manteve a vigência da Lei paulista 12.684/07.

Também tramita no STF uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF 234) ajuizada pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, que questiona o uso do amianto; as ADIs 4066 e ADI 3357 questionam a Lei federal 9.055/95, que permite a exploração e a comercialização do amianto crisotila no país.

Segundo a assessoria do STF, o ministro quer esclarecimentos sobre o uso de fibras alternativas ao amianto crisotila, ?considerados, igualmente, os eventuais prejuízos à higidez física e mental da coletividade?, e os impactos econômicos relacionados às diferentes formas de uso do amianto crisotila ou materiais alternativos a ele.

O amianto ? também chamado de asbesto ? é um agente reconhecidamente cancerígeno para seres humanos, conforme a Agência Internacional de Pesquisa sobre o câncer da Organização Mundial da Saúde. Pode causar diversos problemas, desde males respiratórios como placas pleurais e pneumoconiose até doenças malignas, como o câncer de pulmão, laringe, ovário, e o mesotelioma de pleura, pericárdio e peritônio. O mesotelioma é um tipo raro de câncer do tecido mesotelial (revestimento de órgãos do tórax e do abdômen), cujo principal agente causador reconhecido é o mineral.

O Brasil é o terceiro maior produtor mundial, o segundo maior exportador e o quarto consumidor. O amianto tem centenas de aplicações, mas a indústria de materiais para construção, como telhas e caixas d´água são as que mais o utilizam.

As audiências serão transmitidas ao vivo pela TV Justiça e pela Rádio Justiça.





Tags: banimento do amianto, asbesto, câncer
Compartilhe:
Del.icio.us Facebook Google Bookmarks Yahoo Bookmarks Technorati Twitter MySpace BlogMemes Digg Rec6 Reddit StumbleUpon YahooBuzz Ações do documentoTopo Home
Indique | Imprima | Relate Erros
blog comments powered by Disqus
Comentários Últimas de Saúde 04/01/2013, 18:13

Ministério da Saúde aumenta número de bolsas para residência médica
03/01/2013, 12:36

Governo começa a avaliar qualidade de hospitais privados
02/01/2013, 19:41

Governo acrescenta 11 procedimentos cirúrgicos oncológicos na tabela do SUS
27/12/2012, 15:04

Tratamento de doenças crônicas não transmissíveis terá R$ 12,5 milhões do Ministério da Saúde
24/12/2012, 12:18

Rio de Janeiro estuda melhorias no atendimento ao usuário de crack
Mais? Últimas Notícias 06/01/2013, 13:50

Inscrições para o Sisu começam nesta segunda-feira
06/01/2013, 13:22

Obras da Copa: Em BH, remoção empurra morador para área 30 km distante
06/01/2013, 13:03

Obras da Copa: Comitês populares fazem planos alternativos à expulsão de famílias
06/01/2013, 12:42

Nova lei para internação de adolescentes completa um ano com poucos avanços
05/01/2013, 17:22

Chavista é reeleito presidente do parlamento na Venezuela













Boletim Cadastre-se e receba em seu e-mail

Assine Boletim Semanal Boletim Diário
Tags
trabalho saúde Lula eleições 2010 presidência Eleições Eleições 2010 eleições São Paulo economia Dilma


No Celular
Acompanhe as noticias da Rede Brasil Atual direto do seu celular.

RSS
Receba as notícias atualizadas em seu navegador.

ASSINE
Receba a Revista do Brasil em sua casa.



Mapa do site
Política de privacidade
Anuncie
Fale conosco
Expediente


REDES SOCIAIS
Twitter
Facebook
Orkut
Youtube
Flickr
Identi.ca
TEMAS
Ambiente
Cidadania
Cidades
Cultura
Economia
Educação
Esportes
Internacional
Política
Saúde
Trabalho
REVISTA DO BRASIL
Edição atual
Edições anteriores
O Projeto
Assine agora


BLOGS
Blog da Helena

Blog do Velho Mundo
Curta Essa Dica
Desafios Urbanos
Megafone
Na Rede
RADIO BRASIL ATUAL
Programas
Jornal Brasil Atual
Colunistas
Programação

Notícias da radioweb
O projeto
Ouça Agora


MULTIMIDIA
Álbuns de fotos
Áudios
Enquetes
Links úteis
JORNAIS
Barretos
Bebedouro

Catanduva

Guaíra

Itanhaém
Itariri
Jandira

Jundiaí
Limeira

Marília Paulista
Peruíbe
São Paulo
Vale do Ribeira



Salvo menção contrária, todo o conteúdo da Rede Brasil Atual é publicado sob uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.
Por isso, pode ser reproduzido parcial ou integralmente desde que citados o nome do autor e da Rede Brasil Atual.