Anteontem, o sindicalista pelego do SINDIPETRO RJ Emanuel Cancela ousou tentar confundir a defesa da Petrobrás com a defesa do José Sarney, durante a sua entrevista no Programa Faixa Livre (BAND AM Rio).

Não deu outra. Durante dois dias foi intensa a leitura de recados dos ouvintes, criticando e rejeitando esta posição (de quatro?) do sindicalista pelego.

Assim, foi certíssima frase do prof. Carlos lessa, no próprio programa, dizendo que o Povo não abraçou com garra esta nova campanha pela Petrobrás "pois não ficaram claras as propostas defendidas". E, venho escrevendo sobre isso, há tempos, inclusive aqui no CMI.

Tentar colocar no mesmo pacote, a defesa da petrobrás, do petróleo e das riquezas do Brasil, adicionando à reboque os corruptos que Lulla faz de apaniguados, é algo típico das piores tradições políticas brasileiras, que Emanuel cancela (SINDIPETRO RJ) encarna tão bem.

Emanuel Cancela é o verdadeiro sucessor moderno das tradições nada republicanas do velho e já falecido (mas vivinho em algumas práticas sindicais)Joaquinzão, do sindicato dos metalúrgicos de São paulo, de tão tristes recordações.

Dá-lhe Emanuel Cancela! Joaquinzão perto de ti, é um aprendiz de feiticeiro.