A VERDADE ESTÁ NA CARA, MAS NÃO SE IMPÕE.
(ARNALDO JABOR)

Quem é Jabor?

Jabor é uma pessoa malamada e faz uma coisa bastante simples, pois, não é ciência, não possui conexão com a ciência; não é um raciocínio marxista; é um discurso raivoso, sempre. Qualquer pessoa de inteligência mediana pode fazer o que Jabor faz e até bem melhor. O denuncismo, mesmo quando verdadeiro, não revela a arte do escritor, senão a sua revolta utilizada como enxada de capinar letras, deixando-o muito a quem do verdadeiro escritor. No cinema ele pode fazer alguma coisa, mas o que faz com as palavras em textos não é uma arte, é uma revolta que sabe possuir sonoridade dentro do senso comum. Isto é covardia. Intelectual de merda é que pratica tais coisas. Caio Prado Jr. produziu mais de treis mil páginas para criticar nossos políticos e seus erros. Sergio Buarque de Holanda também escreveu duas mil páginas ou mais para apontar os erros da Nação Brasileira. Gilberto Freire produziu mais 5 mil páginas para provar a estupidez dos portugueses e o oportunismo dos brasileiros das oligarquias. Jabor faz o que com arte fazia Plínio Marcos. Jabor é amargo, raivoso, oportunista, incompetente de se utilizar da ciência para apontar as cagadas de que tanto fala. Jogar bosta na Geni é fácil. Difícil é ser o puto que será, sempre, chamado de filho da Santa. Jabor fica a dever uma atuação intelectual inteligente e brilhante, coisa nunca demonstrada. Posso discordar das cagadas, dos oportunistas, dos ladrões(de todos os Partidos), da ganância das oligarquias, da aristocracia ainda reinante, dos lobbies desgraçados, dos jabás junto à Câmara dos Deputados e ao Senado. Claro, não idiota. Mas estou cansado das idiotices das críticas pelo mero sabor da crítica, sem nada acrescentar ou apontar como rumo honesto para a Nação. Jabor, você é uma farsa. Você é uma fraude. Assis Rondônia.