Do subúrbio carioca para o mundo. Essa foi à trajetória de Paulo Lins, escritor nascido há 55 anos no morro do Estácio, localizado na região central do Rio de Janeiro e considerado o berço do samba carioca. A convivência com a realidade do local o influenciou na escrita de seu último livro denominado "Desde que o Samba é Samba", lançado pela Editora Planeta, obra em que ele investiga as raízes do samba. No mundo das letras há mais de 20 anos, seja como professor de literatura ou poeta, Paulo Lins despontou no cenário mundial após o lançamento do romance realista "Cidade de Deus", em 1997. O livro ganhou uma adaptação cinematográfica em 2002 dirigida por Fernando Meirelles. Em entrevista exclusiva, o escritor falou sobre a violência policial e importância da cultura e da religião para a inserção do negro na sociedade brasileira.

Confira a entrevista completa no site:
 http://augustasp.com/ruaaugusta/01/paulo-lins-e-a-estetica-da-marginalidade/