LIBERDADE IMEDIATA PARA GOTZON GONZÁLEZ, ATIVISTA ESPANHOL PRESO POLÍTICO DO GOVERNO PRÓ-IMPERIALISTA DILMA!

Em uma operação ilegal e arbitrária da Polícia Federal em conjunto com órgãos de inteligência da polícia espanhola encontra-se preso no Rio de Janeiro desde o dia 18 de janeiro, o professor Gotzon González, acusado de pertencer no passado a uma ala da organização separatista ETA (Pátria Livre e Liberdade). Gotzon já residia no Brasil com família constituída há pelo menos 16 anos, trabalhando como professor e tradutor de espanhol. A PF, cumprindo ordens da Audiência Nacional espanhola (órgão de segurança), passou a "monitorar" a vida de um cidadão espanhol que estaria residindo no Brasil usando "documentos falsos" de identidade e de permanência. Tal subordinação ao imperialismo espanhol foi confirmada pelo superintendente regional da PF no Rio de Janeiro, Valmir Lemos de Oliveira: "Essas informações passaram a ser trabalhadas junto com o governo espanhol por meio dos órgãos de segurança de lá e após diversas diligências conseguimos confirmá-las" ( UOL Notícias, 18/1). Este é mais um exemplo, tal como ocorreu no recente caso das tentativas de extradição do ativista Cesare Battisti, de ataque à soberania do país quando o imperialismo italiano exigiu a todo custo sua prisão e extradição, muito embora vivesse há vários anos no Brasil. Hoje, vítima do fascista estado espanhol, Gotzon é alvo de uma grotesca operação política, destinada a aterrorizar preventivamente as massas e ativistas que "ousarem" se enfrentar com o governo Rajoy e o imperialismo europeu.

Leia este artigo na íntegra no BLOG político da LBI:
 http://lbi-qi.blogspot.com.br/

Siga-nos no TWITTER:
 http://twitter.com/LBIQI