Como em tudo, também neste caso a ganância e a impunidade serão garantidos pela omissão Judiciária.

Menos Estado, gritam os jornalistas. Excesso de regulação deprime a economia, vociferam os economistas e politicos tucanos/demonicos neoliberais. Então, quando ocorre uma tragédia os mesmos jornalistas entrevistam "especialistas" cobrando mais providencias Estatais. E os politicos tucanos/demonícos, que sempre lutam por menos regulação e sabotam a atividade reguladora do Estado (mediante tráfico de influencia, corrupção e oposição destrutiva na Câmara dos Deputados, Senado e MPF/PGR), cobram o governo por falta dela. Hipócritas uns e outros.

E os lentíssimos Juízes? Nos últimos 20 anos quantas tragédias foram rapidamente solucionadas pelo Judiciário brasileiro com punição dos culpados e indenização das vitimas e/ou seus familiares? Que eu saiba, NENHUMA.

Estimativas feitas sobre o caso que ocorreu em Santa Maria asseguram que nada será resolvido em menos 10 anos. Os lentíssimos Juízes brasileiros ganham salários nababescos para promover a impunidade de empresários gananciosos, de agentes públicos indolentes, de jornalistas irritantes e de políticos neoliberais.

Mas a imprensa só lembra do Judiciário e dos lentíssimos Juízes quando ela mesma tem seus próprios interesses prejudicados ou quer apressar a condenação de seus adversários políticos (os petistas, na atualidade). Nos demais casos, a imprensa geralmente ajuda a fomentar a impunidade deixando o Judiciário à vontade para seguir sendo lento, ineficiente e improdutivo (especialmente quando alguém com cabedal financeiro e social é o réu).

O Brasil é um país de merda, sim. Mas foi a merda tóxica jornalística produzida todos os dias pela imprensa monopolista que construiu esta grande privada onde nos encontramos. Só a regulação da mídia vai ajudar a acabar com a impunidade e a evitar novas tragédias como a de Santa Maria.