A preservação da identidade do ser, relaciona-se com a congruência e harmonia entre as suas partes interiores.
De modo simples: Falar o mais claramente o que se pensa, buscar fazer de modo mais exato o que se diz, e dedicar algum tempo e esforço à reflexão sincera sobre as nossas ações, é uma prática que nos ajuda a manter a integração entre o que somos, preservando nossa integridade interior, e promovendo nossa evolução.