Asteroide passa a apenas 14 mil quilômetros da Terra
Segundo a Nasa, foi a sexta passagem mais próxima já registrada.

Corpo celeste é muito pequeno e inofensivo para o planeta.

Um asteroide passou a apenas 14 mil quilômetros da Terra nesta terça-feira (29), segundo confirmou a Nasa. Como base de comparação, a distância é menor do que a que separa o Brasil do Japão.

O Laboratório de Propulsão de Jatos, mantido pela agência espacial americana, afirmou que esta foi a sexta passagem mais próxima já registrada de um asteroide à Terra.

O asteroide 2012 KT42 só foi descoberto na última segunda. Tem entre 3 e 10 metros de diâmetro, e é pequeno demais para representar uma ameaça ao planeta. Caso ele entrasse na atmosfera, seria desintegrado totalmente em diminutos meteoritos.

De toda forma, os especialistas que fizeram o cálculo da rota do corpo celeste disseram que não há risco de colisão com a Terra. O pequeno asteroide voa dentro do cinturão Clark de satélites geo-sincrônicos, utilizado para os sistemas de comunicação.

Foi o segundo asteroide a passar perto da Terra nesta semana. Na segunda, um asteroide com 21 metros de diâmetro passou a cerca de 51 mil km do planeta.

 http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/05/asteroide-passa-apenas-14-mil-quilometros-da-terra.html


XXXXXXXXX


31/01/2013 08h45 - Atualizado em 31/01/2013 08h45

Asteróide de 50 metros vai passar de raspão pela Terra em fevereiro

No dia 15 de fevereiro, a rocha espacial, batizada de 2012 DA14, vai passar a 22 mil quilômetros do nosso planeta. A distância é considerada pequena em termos astronômicos e RECORDE na astronomia moderna.

No mês que vem, um asteróide de 50 metros de diâmetro vai passar de raspão pela Terra. No dia 15 de fevereiro, a rocha espacial, batizada de 2012 DA14, vai passar a 22 mil quilômetros do nosso planeta. Justamente na região onde ficam os satélites de comunicação e meteorológicos.

Uma distância considerada pequena em termos astronômicos e recorde na astronomia moderna. Os cientistas garantem que não há perigo de colisão. E vão aproveitar a oportunidade para estudar a pedra e calcular a interação dela com a gravidade da Terra.

 http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/01/asteroide-de-50-metros-vai-passar-de-raspao-pela-terra-em-fevereiro.html

Recorde a 22 mil quilômetros? O asteroide 2012 KT42 não é mais recordista do que o mais recente?