ELES E NÓS
II.- A Máquina em quase 2 páginas.
Janeiro de 2013.
Fala o vendedor:
É maravilhosa, muito ?cool? para que me entenda. Se chama ?globalização neoliberal versão 6.6.6?, mas preferimos nomear ?a selvagem? ou ?a besta?. Sim, um nome agressivo de iniciativa pois, muito grrr. Sim, isto aprendi no curso de superação pessoal ?Como vender um pesadelo??mas voltemos à máquina. Seu funcionamento é muito simples. É auto suficiente (ou ?sustentável?, como agora se diz). Produz sim, ganancias exorbitantes... Quê? Converter parte desta ganância para suprir a fome, o desemprego, a falta de ensino? Mas se são exatamente estas carências que fazem andar esta preciosidade! Que tal, é? Uma máquina que produz ao mesmo tempo o combustível que necessita para andar: a miséria e o desemprego.
Claro, também produz mercadorias, mas não só. Observe você: suponhamos que se produz algo completamente inútil, que ninguém necessita, sem mercado pois. Bom, esta maravilha não só produz o inútil, também cria o mercado onde esta inutilidade se converte em um artigo de primeira necessidade.
As crises? Claro, só aperte você este botão aqui...não, esse não, esse é o de ejeção? o outro... sim. Bom, aperte você este botão e tarán!, aí tem você a crise que necessita., completa, com seus milhões de desempregados, seus tanques anti-motins, suas especulações financeiras, suas secas, suas fomes, seu desmatamento, suas guerras, suas religiões apocalípticas, seus salvadores supremos, suas prisões e cemitérios (para os que não sigam aos salvadores supremos), seus paraísos fiscais, seus programas assistencialistas com tema musical e coreografia incluídos....claro, um pouco de caridade sempre será bem visto.
Porém não é tudo, agora permita-me, deixe que ponha este demo. Quando você a põe em modo ?destruição/despovoamento-reconstrução/reordenamento? faz milagres. Veja este exemplo: Vê estes bosques? Não, não se preocupe com estes indígenas... sim, são do povo Mapuche, mas poderiam ser yaquis, mayos, nahuas, purépechas, maya, guaranís, aymarás, quechúas. Bem, aperte você este botão ?play? e veja como desaparecem os bosques (também os indígenas, mas estes nunca importam), agora veja como tudo se converte em um páramo, espere? Aí chegam as máquinas, e ¡voilá!: aí tem você o campo de golfe que sempre sonhou, com seu conjunto residencial exclusivo e com todos os serviços. Ah, maravilhoso não?
Também vem com um software que é o último dos últimos. Pode você clicar aqui, onde diz ?filtro?, e em sua TV, rádio, jornais, revistas, facebook, twiiter, youtube, aparecem somente salmos e alabanzas para você e os seus. Sim, elimina todo comentário, escrito, imagem, ruído, toda a má vibração que habitualmente postam estes proles anônimos, sujos, feios e maus... e grosseiros, sim.
Possui câmbio manual (ainda que você possa passar ao piloto automático com apenas um click); heliporto; não, um boleto de avião não, porque logo não haverá para onde escapar, mas sim um lugar no lançador espacial que estiver para sair.; também possui seu ?mall? super-hiper-mega exclusivo; campo de golfe; bar; clube de iates; um diploma de Harvard já nomeado; casa de verão; pista de gelo? sim, eu sei, o quê faríamos sem a esquerda moderna e suas ideias extravagantes? Ah, e com esta maravilha você poderá estar em ?tempo real? e simultaneamente em qualquer parte do planeta, é como se tivesse seu próprio e exclusivo caixa eletrônico global.
Mmh? sim, inclui uma bula papal para assegurar-te um lugar V.I.P. No céu. Sim, eu sei, mas já estamos trabalhando nisto da imortalidade. Todavia, te podemos instalar como acessório (com custo a parte, claro, mas estou seguro que isso não é problema para alguém como você): um quarto de pânico! Sim, vai que estes vândalos começam a exigir o que os pertence com isso de ?a terra é de quem nela trabalha? Oh,mas não há com que preocupar-se. Para isto temos governantes, partidos políticos, religiões novas, ?reality shows?. Mas claro, é um supositório, e se chegarem a falhar alguma vez? Com certeza, em questões de segurança nenhum gasto é oneroso. Claro, deixe que anoto: ?incluir Quarto de Pânico?.
Inclui também um estudio de TV, um de rádio, e uma mesa de redação. Não, não me interprete mal. Não são para ver televisão, nem escutar rádio, nem ler jornais e revistas, isto é para os mal nascidos. São para produzir a informação e o entretenimento daqueles que fazem a máquina andar. Não é genial?
Quê?Oh...bem...sim...temo que este pequeno problema não foi solucionado por nossos especialistas. Sim, se a matéria-prima, quero dizer, se a multidão trabalhadora se rebela não há nada que fazer. Sim, pode ser que o ?quarto de pânico? seja também inútil nessa situação. Mas não há que ficar pessimista, pense que este dia... ou noite... está muito distante. Sim, isto do otimismo ?new age? também aprendi no curso de superação pessoal. É? Quê? Estou despedido?

(continuará?)
Desde qualquer canto, em qualquer dos mundos.
SupMarcos.
Planeta Terra.
Janeiro de 2013.

Escute e veja o vídeo que acompanha este texto:
 http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&list=PLFC422381A5A58784&v=8SQpb39fUV4
FuckTha Posse ? El Fin De Los Días (Dr. Loncho, Oscar A Secas y Hazhe) ? 20 Minutes Mixtape Vol. 1

Sobre la lucha del Pueblo Mapuche.
 http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=6wvVB-gcKM0