COREIA DO NORTE RESPONDE AS PROVOCAÇÕES DO IMPERIALISMO IANQUE COM NOVO TESTE NUCLEAR! PELO DIREITO DE AUTODEFESA DO ESTADO OPERÁRIO!

O Estado operário norte-coreano (RPDC) acaba de realizar seu terceiro teste nuclear, com a detonação de uma bomba mais leve, menor e mais potente do que as usadas em 2006 e 2009. O Conselho de Segurança da ONU logo condenou o teste e a Casa Branca ameaçou com novas sanções, alegando que o considera "uma ameaça à segurança americana". No texto da declaração aprovado pelas Nações Unidas, com o voto de China e Rússia, os 15 países membros afirmaram que a Coreia do Norte "desrespeitou" três resoluções anteriores, incluindo a 2087, votada no mês passado. Obama no seu discurso da União declarou que "O perigo representado pelas atividades ameaçadoras da Coreia do Norte demanda da comunidade internacional ações imediatas e dignas de crédito". Tal declaração é uma farsa, já que o teste é um ato de autodefesa do Estado operário norte-coreano diante das provocações do imperialismo. O teste foi o primeiro conduzido sob o comando de Kim Jong-un, o novo dirigente da burocracia stalinista que substituiu seu pai, Kim Jong-il, há pouco mais de um ano e conseguiu o objetivo de dominar a tecnologia para disparo de armas nucleares contra alvos predeterminados. O desenvolvimento dos programas de energia nuclear e comunicação na Coreia do Norte é uma necessidade de obtenção de uma alternativa de fonte energética e de monitoramento climático-militar diante do brutal bloqueio a que o país está submetido, tecnologia fundamental para possibilitar que Estado possa desenvolver projetos nesse setor com condições de enfrentar os períodos de adversidade climática, marcado também por secas e inundações. Nesse sentido, esta estrutura de energia atômica legitimamente desenvolvida também pode e deve ser utilizada pelo Estado operário norte-coreano para se defender das ameaças do imperialismo norte-americano através de seu enclave, a Coreia do Sul e o Japão, onde os EUA mantém bases militares desde o final da Segunda Guerra Mundial.

Leia este artigo na íntegra no BLOG político da LBI:
 http://lbi-qi.blogspot.com.br/