Com uma saudação fraterna, abraçamos a todxs xs corações antiautoritárixs
que nos leem em distintos pontos. A todxs aquelxs que em seu tempo e maneira combatem
cada instituição e símbolo da engrenagem do capitalismo patriarcal, da opressão e da domesticação e a farsa do poder.

Companheirxs, estamos fazendo este chamado desde algum lugar do monstro (cidade do méxico) para lançar nossos uivados sempre solidários à nossa irmã e companheira Felicity Ann Ryder, que se mantêm foragida das garras do estado mexicano
há mais de 7 meses. Na madrugada de 27 de junho de 2012, ocorreu um desarfotunado episódio: um artefato explosivo detonou, deixando ferido (e posteriormente preso por 6 meses) a nosso companheiro Mario Lopez "Tripa", que agora está em liberdade condicional com um processo penal aberto. Depois de que as forças policiais do Governo do Distrito Federal mexicano encontraram seu passaporte e ante o risco de ser também presa, nossa compaheira Felicity iniciou sua fuga.

A raíz disso, sabemos da hostilidade exercida contra sua família em seu país de nascimento (austrália) e nas chamadas redes sociais. Além disso, é possível que existam outras investigações abertas em outros países tentando associá-la a diferentes núcleos de ações anarquistas. Tudo isso forma parte da montagem policial internacional para atacar as mobilizações ácratas e dessa forma, impor o medo e o terror, que pretende nos imobilizar.

Sabemos da difícil situação que durante todos esses meses deve estar atravessando Felicity. A clandestinidade, apesar de ser melhor que as frias e cínicas grades de uma prisão, não significa gozar de plena liberdade ante a ameaça de uma possível detenção. Essa situação leva a muitas dificuldades de mobilidade para atividades próprias de subsistência, isolamento e
distanciamento de seres queridxs e o abandono de projetos d de de vida próprios.

Sabemos que em qualquer lugar onde se encontre nossa companheira Felicity, segue firme em suas convicções anarquistas e
burlando-se do inimigo, sem deixar de atacá-lo, cara a cara. Daqui te mandamos um forte abraço e convocamos a todos os esforços anti-autoritários a realizarem uma semana de atividades e gestos solidários com nossa companheira Felicity, de 21 de fevereiro a 7 de março, cada quem em seu tempo e forma, para que ela saiba que não está sozinha e que a solidariedade entre
anarquistas não é só palavra escrita ou um adorno em bonitos panfletos "revolucionários". A solidariedade representa uma arma poderosa contra o poder instituído. Queremos recordar também a outros companheixs foragidos, como é o caso de Hans Niemeyer, perseguido pelo estado chileno, do Giannis Mihailidis e Dimitris Politis em Grécia.

Saudação insubmissa a todxs xs companheirxs anarquistas presxs y foragidxs do mundo.

jamais vencidxs, jamais arrepentidxs!
Livre e selvagem! Felicity, presente!
Nao está sozinha, companheira!
muitas acompanhamos sua luta
e abraçamos suas convicções!
Liberdade a todxs xs presxs da guerra social!

obs: Se podem enviar pra gente informação sobre a atividade que realizaram, podem escrever a
 solidaridad_felicity@riseup.net.
Também podem consultar a página: www.solidaridadfelicity.wordpress.com