From:  advjuliofortes2010@hotmail.com
To:  presidente@ipea.gov.br
Subject: PRESIDENTE DO IPEA, EIS O BRASIL DA VERGONHA ( C TODO RESPEITO)
Date: Thu, 21 Feb 2013 12:15:02 -0300




AO
PRESIDENTE DO IPEA,




Presidente, é um prazer falar com vossa excelencia. Como cidadão e advogado, fiquei surpreendido com a declaração da presidente - DILMA de que, visando erradicar a fome no Brasil e igualar o mesmo aos paises de primeiro mundo, iria liberar 70 reais para cada brasileiro que atualmente passa fome ( cerca de 20 milhoes ).

Presidente, isto é uma vergonha nacional. Como uma família pode viver ( feito rato de esgoto ), com 70 reais por mes ?

E mais: como se pode FALAR EM IGUALDADE SOCIAL num país em que 10% da população detém 80% da riqueza?

Isto é o maior paradoxo que já se viu no mundo e parece que todos ( nos ) ESTAMOS ANESTESIADOS COM ESSE TIPO DE MENTIRA.

A presidenta, com todo respeito, sequer ficou - vermelha - com tais declarações.

O certo, presidente , é que DILMA , COM ESSE ATO SORDIDO E CAMUFLADO, está com a eleição de 2014 garantida e o povo brasileiro, como sempre, enganado.

Dez/ 10 .000.000 milhoes de brasileiros, SOMENTE NO NORDESTE, estão em estado de completa miséria e mesmo com a adoção dessas medidas paliativas /mentirosas cerca de 5.000.000 milhões de nordestinos continuarão passando FOME, feito rato de esgoto.

No papel, e com a leniencia dos poderes, DILMA /GOVERNO apresentam-se com - salvador da pátria -, quando a realidade é outra ( diametralmente oposta).

Espero que DEUS, presidente, O PAI DE JESUS, não coloque em suas anotações esse quadro deplorável, onde o engodo e a mentira devem se sobrepor a qualquer preço.

Vossa Excelência é um PhD e sabe perfeitamente do que tou falando.

Conviver num país onde 10% das pessoas detém 80% da riqueza de todo o Brasil , e ainda pretender meter goela abaixo do povo de que somos um país democrático, é ultrapassar os limites da razoabilidade.

Infelizmente, não sou economista ( sou advogado do povo há 20 anos), mas pelo menos eu - felizmente, o governo não conseguiu - nem conseguirá, ( me ) fazer engolir todo esse lixo que se vê na imprensa, com a leniencia dos partidos políticos.

Viver num país onde em 80% das prefeituras - 5.700 rouba-se o dinheiro público e nada se faz ( investigação, processos e prisão dos culpados) , há que se falar mais alguma coisa ?. TENHO VERGONHA, E MUITA, DE SER BRASILEIRO, apesar dos maremotos beneficiários para o povo ( como ração).

O Brasil , nesse processo de desigualdade social, nunca será um pais democrático e tem seu destino traçado por um bando de apátridas, que só pensa(m) nos interesses pessoais.

Não leve, PRESIDENTE DO IPEA, tais questionamentos ( sem esmero e saber ) , para o lado pessoal, porque se assim o fizer a palavra democracia perde seu sentido.

Que DEUS, por JESUS, tenha piedade de nos. Abaixo , os links que dão arrimo as céleres ponderações.


 http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI961203-EI6578,00.html


 http://br.reuters.com/article/domesticNews/idBRB6036520080515

julio cavalcante fortes
adv/acre
fones - 068 9966-9447 - 8115-6210
RIO BRANCO-ACRE

................................................................................................................................................................................................

 http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2013/02/516673.shtml


BRASIL: 10% DETEM 80% DE TODA A RIQUEZA
Por julio c. fortes ( e outro) 21/02/2013 às 11:35


ESSA DILMA É UMA BRINCALHONA, QUANDO DIZ QUE O BRASIL ESTÁ SE ENGAJANDO NA TAL IGUALDADE SOCIAL. ESTUDOS APONTAM QUE 10% DA POPULAÇÃO DETÉM 80% DE TODA A RIQUEZA E QUE A CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE OS POBRES É MAIOR DE QUE A IMPOSTA AOS RICOS. CONCEDER, COM O ARGUMENTO DE ERRADICAÇÃO DE POBREZA - R$ 70 REAIS PARA CADA FAMÍLIA É O MAIOR ENGODO QUE JÁ SE OUVIU. SENADORES E DEPUTADOS CALARAM-SE.






ESSA DILMA É UMA BRINCALHONA, QUANDO DIZ QUE O BRASIL ESTÁ SE ENGAJANDO NA TAL IGUALDADE SOCIAL. ESTUDOS APONTAM QUE 10% DA POPULAÇÃO DETÉM 80% DE TODA A RIQUEZA E QUE A CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE OS POBRES É MAIOR DE QUE A IMPOSTA AOS RICOS. CONCEDER, COM O ARGUMENTO DE ERRADICAÇÃO DE POBREZA - R$ 70 REAIS PARA CADA FAMÍLIA É O MAIOR ENGODO QUE JÁ SE OUVIU/VIU. SENADORES E DEPUTADOS CALARAM-SE.

NO NORDESTE, CERCA DE 10 MILHOES DE FAMÍLIAS CONTINUAM EM ESTADO DE MISÉRIA TOTAL ( FOME, PESTE, ETC ) E ESSES PROGRAMAS ELEITOREIROS EM NADA MUDARÃO ESSE QUADRO.

MESMO COM A LIBERAÇÃO DOS R$ 70 REAIS, ESTUDOS APONTAM QUE CERCA DE 5.000.000 MILHOES DE NORDESTINOS CONTINUARÃO, REPITO, PASSANDO FOME ( EM ESTADO DE COMPLETA MISÉRIA ).

COM ESSE ATO - LIBERAÇÃO DE R$ 70 REAIS, DILMA ESTÁ COM A PRÓXIMA ELEIÇÃO GARANTIDA, O PMDB E OUTROS PARTIDOS ESTÃO COM SEUS CARGOS ASSEGURADOS E VAMOS CONTINUAR COM O BRASIL - RICO - NUMA MISÉRIA DO NAIPE DO HAITI.

A MATÉRIA , ABAIXO, TEM AUTORIA DEFINIDA.

QUEM VER ?

 http://ibap.tripod.com/rovb1.htm


JULIO CAVALCANTE FORTES
ACRE

.......................................................

 http://br.reuters.com/article/domesticNews/idBRB6036520080515


No Brasil, 10% são donos de três quartos das riquezas
quinta-feira, 15 de maio de 2008 18:30 BRT
Imprimir | Uma página[-] Texto [+] BRASÍLIA (Reuters) - Os 10 por cento mais ricos da população brasileira detêm mais de 75 por cento da riqueza do país e têm uma carga tributária proporcionalmente menor, o que agrava o quadro de desigualdade social, segundo estudo divulgado na quinta-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).
O índice Gini (que mede a desigualdade) já melhorou em relação aos indicadores das décadas de 1970 e 80, mas continuam piores do que antes da ditadura (1964-85).

O estudo, intitulado "Justiça Tributária: Iniqüidade e Desafios", foi apresentado num seminário pelo economista Márcio Pochmann, presidente do Ipea.

De acordo com o estudo, o índice Gini no Brasil era de 0,5 em 1960, e agora é de 0,56. Nesse índice, o 0 significa igualdade absoluta, e o 1 implica disparidade máxima.

"Um país com um Gini acima de 0,4 é um país com desigualdade brutal", disse Pochmann por telefone à Reuters.

Embora os indicadores mostrem uma melhora na distribuição da renda proveniente dos salários, a desigualdade na divisão das riquezas permanece e tende a se agravar.

Segundo o estudo, os 10 por cento mais ricos detêm 75,4 por cento da riqueza do país.

"Inclusive com as mudanças no regime político e no padrão de desenvolvimento, a riqueza permanece pessimamente distribuída entre os brasileiros," disse Pochmann no estudo.

A carga tributária, que subiu de 30,4 para 35,7 por cento do Produto Interno Bruto, também afeta mais os mais pobres. Continuação...



Email::  advjuliofortes2010@hotmail.com


>>Denuncie abusos na política editorial
>>Complemente esta matéria