Do I-Piauí-Herald


BLOGOSFERA ? Revoltado com as manifestações lulolenimarxistas contra a blogueira cubana Yoani Sánchez, o dissidente brasileiro Rinaldo Azeredo anunciou que irá a Cuba denunciar o castropetismo que sufoca a ilha. "Puxarei os pelos no nariz de Fidel, arrancarei o charuto da boca de Fernando Morais, passarei geleia de amendoim na hóstia de Frei Beto e submeterei a escumalha guevaro-chavista às obras completas, e desafinadas, de Wilson Simonal?, declarou, em negrito, o destemido blogueiro.

O gesto venturoso e audaz foi saudado com petardos liberalizantes pela juventude tucano-ruralista. Na ocasião, foram privatizados dois parques estaduais, sete hospitais públicos e cinco crianças órfãs. Os recursos serão usados para financiar a viagem, que será feita numa balsa de 79 pés, com cabine refrigerada, ofurô e heliponto.

Minutos após o anúncio, Azualdo foi acusado por militantes do PC do C, Partido Comunista de Cuba, uma dissidência à esquerda do PCC, de manter seu blog graças ao apoio da Quarta Internacional Católica, uma dissidência à direita da Quarta Internacional. "É mais um cão trotskista a ser cooptado pelo ouro de Washington", denunciou o líder campesino José Dirceu.

Em apoio ao blogueiro brasileiro, Yoani Sánches sensualizou com uma garrafa de Coca-Cola, sendo prontamente apoiada pelo ex-governador de São Paulo, José Serra. ?Estendemos nossa mão a Yoani em sua luta contra os horrores da ditadura de Fulgêncio Batista?, afirmou o tucano, com voz firme. Ao ser informado de que Batista já não estava no poder, Serra reagiu: ?Ué, mudou??