Sexta-feira, 23 de julho de 2004

Governo processa site que exibiu campanha do Detran em página de sexo

23/07 - 13:15

O diretor geral do Detran-PI, Assis Carvalho, anunciou agora há pouco a adoção de medidas jurídicas contra o Portal 180 Graus que veiculou em página de sexo explícito banner com anúncio de campanha educativa do Detran, onde aparece uma criança. Carvalho reeterou que não há nenhum contrato entre o Detran e o site para veiculação de peça publicitária, muito menos em página pornô.

Demonstrando visível revolta, ao conceder entrevista à TV Cidade Verde, Assis Carvalho fez questão de se dirigir à população para tranquilizar "que o dinheiro do Detran é aplicado em campanhas educativas. Eu não tenho culpa dessa irresponsabilidade. Ainda que houvesse contrato que, insisto, não há, eu não poderia ser responsabilidado", disse ele.

Ao insistir que o anúncio da campanha do Detran foi colocado no site por conta e risco de seus proprietários, Assis Carvalho considerou que essa atitude tinha o propósito de manchar a imagem do Governo. "São pessoas com interesses contrariados, que estão fazendo esse tipo de campanha", lembrou.

Ele disse que já acionou a assessoria jurídica para processar os donos do site 180. 'Essas pessoas estão prestando um desserviço.

O diretor geral do Detran reafirma o que o secretário de Comunicação, Oscar de Barros, externou em 'nota de esclarecimento' encaminhada ao Portal AZ de que a publicação do banner não foi autorizada para ser veiculada naquele site.

Entenda o caso

Parentes da criança que aparece no banner do site 180 graus relacionado à campanha educativa "Caminho da Escola', estranharam a localização da publicidade, exatamente, na página pornô, onde em seu espaço central, é destacado um homem nu com o penis ereto, à mostra.

O mais grave é que até a divulgação pelo Portal AZ, do caso, a página não tinha qualquer proteção. Ou seja, uma criança que tenha o mínimo conhecimento de internet, poderia navegar com facilidade no espaço destinado ao sexo explícito.

Sem querer falar com jornalistas os responsáveis pelo site tiraram imediatamente o banner da criança, coloram um com a bandeira do Piauí e, como é praxe em sites de pornografias, resolveram adicionar a advertência para maiores de 18 anos. Como se nada tivesse acontecido.

O Portal AZ guarda a página original, capturada do site 180 graus antes das mudanças feitas.


 http://www.portalaz.com.br/novoazz/default_procura.asp?Secao=Geral&Noti_ID=22840&curPage=1&procurar2=Arquivo=



- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -



Arimatéia Azevedo
Teresina, sexta-feira, 23 de julho de 2004

O banner invisível

Quer dizer que se não fosse a publicação, no Portal AZ, da existência de um anúncio do Detran em página de sexo num site na internet, o pessoal do governo não iria ver nada? Na carta ao Portal AZ, o secretário Oscar de Barros (foto) passa essa impressão.
Curioso é que o banner estava lá e, ao contrário do que se diz hoje, foi contratado. Porque o mesmo banner chegou a ser oferecido pela agência que o produziu, ao Portal AZ, na base de R$ 1 mil 500, por mês.
Que, estranhamente, terminou não sendo veiculado aqui.

Era na camaradagem?

E, afinal, como é que um veículo de comunicação ? seja jornal, rádio, tevê ou site ? publica anúncio pago sem a devida autorização do cliente?
Soa estranha essa afirmação do secretário de Comunicação do Governo, Oscar de Barros, de que o Detran não havia autorizado a publicação do banner no 18 graus, se a campanha publicitária foi produzida pela agência do mesmo dono do site.
Que generosidade é essa que a iniciativa privada faz ao serviço público, publicando graciosamente matéria institucional que só interessa ao órgão do governo?

 http://www.portalaz.com.br/arimateia/anteriores/2004/julho/23.htm


---


Arimatéia Azevedo
Teresina, sábado, 24 de julho de 2004

É bom mesmo que Assis Carvalho, do Detran, esteja falando a verdade quando garante que não contratou e tampouco autorizou a propaganda ?Caminho da Escola?, do Detran, na página pornô, do 180 Graus. Porque um funcionário do órgão jura que tem cópia de fatura do anúncio.

O site 180 soltou nota oficial dizendo que a programação eletrônica tinha despejado o anúncio do Detran na página pornô. Os técnicos de suporte do Portal AZ explicam que isso é impossível. Tem que haver desculpa mais convivente.

 http://www.portalaz.com.br/arimateia/anteriores/2004/julho/24.htm



 http://www.portalaz.com.br/arimateia/anteriores/index.shtml