O Deputado Federal,Dr. Rosinha denunciou na tribuna da Câmara o uso do agrotóxico 2,4 D no desmatamento
de grande s áreas na floresta amazônica.

O herbicida como ?agente laranja?, utilizado, o Tordon 2,4 D - como é conhecido, tem a propriedade de provocar o desfolhamento das árvores e foi utilizado no Vietnã pelos Estados Unidos.

O desmatamento através do uso de agrotóxicos facilita o trabalho de derrubada de árvores e as áreas devastadas acabam virando pasto para a criação de gado.

Em relação ao produto, que é cancerígeno, antes do
projeto 740/2003, o deputado também apresentou o projeto 713/1999, que propõe a proibição de agrotóxico que tenha o 2,4-D como componente. ?Os projetos tramitam lentamente, enfrentando o poderoso lobby da indústria química.

Se tivessem sidos aprovados, teríamos mais um instrumento legal no controle da devastação ambiental e no cuidado à saúde?, lamentou Rosinha.

O Ibama identificou em meados de 2011 uma área desmatada equivalente a 180 campos de futebol, no sul do Amazonas.O órgão apreendeu quatro toneladas de agrotóxicos que seriam utilizados para desmatar 3 mil hectares de floresta nativa,pertencentes à União, argumentou Rosinha.Ainda lembrando que o 2,4-D,
agrotóxico conhecido como agente laranja, foi inclusive usado pelos americanos na Guerra do Vietnã, para localizar e matar soldados vietnamitas."Diante disso,fica muito claro que o uso, sem restrição,
de aviões para pulverizar lavouras representa um risco para a saúde do trabalhador, para o meio ambiente,os alimentos e para as propriedades vizinhas?, enfatizou Dr.Rosinha. ?Minha proposta não prejudica os agricultores. A mudança que proponho à Lei dos Agrotóxicos (Lei 7.802/89) apenas estabelece critérios para a utilização.?

E hoje também na Câmara dos Deputados,o Deputado Dr.Rosinha,denunciou também que o Conselho Sanitário do Paraná,aprovou mais quantidades diferentes para a entrada de novos agrotóxicos para envenenar a agricultura.